Angio- o quê?! Tentando entender o angioedema na UCE

24/08/2017

Angio- o quê?! Tentando entender o angioedema na UCE

Se você tem UCE (urticária crônica espontânea), há uma chance de já ter ouvido falar no angioedema – além das urticas, aquelas lesões avermelhadas que coçam, bem características da urticária. Para alguns, infelizmente, a coceira e as urticas são acompanhadas por outro sintoma frustrante e às vezes muito doloroso: o angioedema. Esse inchaço repentino é doído e pode ser grave, mas vamos finalmente te ajudar a entender o que essa palavra complicada significa na prática – e como ela impacta em sua vida.1

Quiz de UCE

Afinal, o que é o angioedema?

Angioedema é um nome “chique” para um inchaço rápido (ou edema), que ao invés de afetar a camada externa da sua pele (a epiderme), como as urticas fazem, atinge os tecidos mais profundos da pele (a derme, tecido subcutâneo, mucosa e tecidos submucosais) que reagem rapidamente.1 Da mesma forma que as urticas na pele, o angioedema parece ser desencadeado pela liberação de histamina pelos mastócitos nesses tecidos.1 O angioedema geralmente atinge mãos e pés, mas também pode aparecer na cabeça, no rosto, no pescoço e até mesmo nos órgãos genitais…2 Ou seja, não é legal (pra dizer o mínimo).

Quem pode ter angioedema?

Segundo estatísticas, até 20% das pessoas podem ter uma manifestação do problema em algum momento da vida, sem apresentar urticária.3 No entanto, até 40% das pessoas com urticária crônica podem ser afetadas pelo angioedema.3 Há também aqueles pacientes que têm UCE, mas não têm urticas, apresentando apenas angioedema (aproximadamente 10% dos pacientes com UCE). O angioedema também pode acontecer por outras razões além da urticária crônica, como uma reação alérgica a uma substância (como remédio, alimento, látex ou animais) ou ser causado por uma condição genética chamada de angioedema hereditário.4 Em casos raros, o angioedema também pode ser causado por alguns tipos de câncer ou doenças autoimunes, como o lúpus.5

O angioedema é grave?

Sim, pode ser grave em alguns casos. Entretanto, na UCE, é raro que seja, então, por favor, não surte ao perceber o inchaço! O angioedema tende a ser leve, mas pode progredir e afetar os tecidos envolvidos com a respiração, o que pode acabar contraindo as vias aéreas.4 O angioedema na urticária pode persistir por até 3 dias seguidos.3 Em geral, ele é doloroso e muito inconveniente.1-4 O inchaço no rosto pode prejudicar a visão, enquanto os pés inchados podem tornar quase impossível que você coloque seus sapatos.4 E lembre-se: quando você recebe o tratamento correto para a urticária, você deve viver sem nenhum sinal ou sintoma da doença. Se esse ainda não é seu caso, converse com seu médico para que juntos possa encontrar uma alternativa!1

E quais os erros mais comuns sobre o angioedema?

O angioedema pode parecer assustador e muitas vezes é confundido com uma alergia.6 Você pode pensar: “Inchaço? Urticária? Deve ser uma reação alérgica. Pronto, estou curado!” Embora o angioedema aconteça em alguns casos por conta de uma reação alérgica, isso não significa que ele é sempre uma reação alérgica.6 Também é comum pensar que é indolor – errado de novo. Como falamos ali em cima, esse inchaço pode ser muito doloroso. Na verdade, em alguns casos, o angioedema também pode afetar o sistema digestivo, levando a dor abdominal e problemas intestinais.7

Como o angioedema afeta minha vida?

O angioedema pode causar uma grande angústia8-9 – algumas pessoas podem se preocupar sobre sua aparência, enquanto para outras o diagnóstico é que é um processo longo que só traz ansiedade.10 Para se ter uma ideia, um estudo mostrou que 39% das pessoas com angioedema apresentam sinais de depressão.8

Tá, e o que mais eu preciso saber?

Se você ainda tem dúvidas sobre o angioedema, seu próximo passo deve ser conversar com seu médico especialista para entender o que você pode fazer para aliviar o inchaço e diminuir a dor causada pelo angioedema.10

Além disso, é importante saber que 92% das pessoas com UCE conseguem viver sem nenhum sinal ou sintoma (isso inclui ficar livre do angioedema) doença quando recebem o tratamento adequado.11


Referências

1. Zuberbier T, Aberer W, Asero R et al. The EAACI/GA²LEN/EDF/WAO Guideline for the Definition, Classification, Diagnosis and Management of Urticaria. The 2017 Revision and Update. Allergy. 2018 Jan 15.
2. NHS Choices. Angioedema. Disponível em: http://www.nhs.uk/conditions/angioedema/Pages/Introduction.aspx Acesso em 04 de janeiro de 2017.
3. Kaplan AP. Clinical practice. Chronic urticaria and angioedema. . N Engl J Med 2002; 346:175-179.
4. Medical News Today. What is angioedema? Christian Nordqvist Disponível em: http://www.medicalnewstoday.com/articles/216095.php Acesso em maio de 2017.
5. Christensen J. Understanding Urticaria and Angioedema. Disponível em: http://www.pulmonarylasvegas.com/public/Understanding-Urticaria-And-Angioedema.pdf Acesso em maio de 2017.
6. Spickett G. Urticaria and angioedema. J R Coll Physicians Edinb. 2014;44(1):50-4.
7. HealthyType. Angioedema. Disponível em: http://www.healthhype.com/intestinal-angioedema-causes-symptoms-diagnosis-treatment.html Acesso em junho de 2017.
8. Fouche AS, Saunders EF, Craig T. Depression and anxiety in patients with hereditary angioedema. Ann Allergy Asthma Immunol. 2014 Apr;112(4):371-5.
9. Salemi M, Bella FD, Miragliotta A ET AL. Psychological Correlates in Subjects with Hereditary Angioedema (HAE).J Psychol Psychother 2014, 4:1.
10. Muller BA. Urticaria and angioedema: a practical approach. Am Fam Physician. 2004 Mar 1;69(5):1123-8Li HH. Angioedema Treatment & Management. Disponível em: http://emedicine.medscape.com/article/135208-treatment#d9 Acesso em junho de 2017.
11. Kaplan AP. Therapy of chronic urticaria: a simple, modern approach. Ann Allergy Asthma Immunol. 2014 May;112(5):419-25.

Fonte: Skin to Live In. Disponível em http://www.skintolivein.com/urticaria/article/angio-what-making-sense-of-angioedema/. Acesso em junho de 2017.

Veja mais em: Viva sua pele

saiu na mídia

Notícias Relacionadas

Conteúdo

Relacionados|Mais lidos

saiu na mídia

Conteúdos Relacionados