Uma carta sobre a minha psoríase

3-34-uma-carta-sobre-a-psoriase-para-todos Compartilhe:

Das amizades aos estranhos e estranhas, Merritt é grata pelo encorajamento que as pessoas a proporcionam. Leia a carta dela para quem apoia a psoríase.

Por Merritt Ward, de Boston*

Queridos familiares, amigos, colegas e até mesmo quem não sei muito sobre,

De uma forma ou de outra, falei com todos vocês, individualmente ou em grupos, direta ou indiretamente, com franqueza ou cautela sobre minha psoríase. Eu compartilhei o que é, onde está, porque é e como isso me afeta. Mas, aqui, gostaria de compartilhar um pouco mais com cada um de vocês.

Apoio familiar na doença

Para minha família – Às vezes, quando eu ligo, estou apenas precisando de um ouvido para desabafar quão horrível e irritante minha pele está naquele dia. Eu peço desculpas antecipadamente por algumas vezes acusá-los de “não entenderem tudo”. Eu sei que vocês podem entender, e quando vocês não entenderem completamente, estão se esforçando. Obrigada por serem pacientes comigo e por me dizerem que está tudo bem.

Sem julgamentos

Aos meus amigos – Obrigada pela zona livre de julgamento e por me tirarem o hábito autodepreciativo que parece ter vindo junto com minha psoríase. Vocês sempre me fazem sentir confortável com minha pele porque sabem que sou muito mais do que isso. E, como eu não poderia mencionar os truques de beleza e dicas! Sei que pode parecer desconfortável me enviar um tutorial sobre beleza no YouTube ou recomendações de produtos para a pele. Mas quero que saibam que tudo isto é muito bem-vindo e agradeço que tenha pensado em mim.

Aos meus colegas – Não há problema em fazer perguntas. Eu sei que é raro eu mostrar minha pele com psoríase no trabalho. E sei que você deve estar querendo saber mais sobre isso – há quanto tempo eu tenho isso, se dói, se é contagioso. Não há problema em ser curioso e me perguntar, porque eu tenho a chance de compartilhar minha história e, espero, espalhar um pouco de consciência.

Vida social

Para aqueles que ainda não conheci – Na maioria dos dias, sou muito positiva e animada. Geralmente eu não deixo minha psoríase afetar meu humor. No entanto, há alguns dias em que eu prefiro me cobrir até a cabeça e ficar na cama, sonhando que minha pele se transformará magicamente em uma pele sem placas e lisinha quando eu acordar. Alguns dias, estou frustrada, zangada, irritada e aborrecida. Nesses momentos, eu sempre aprecio uma piada, um sorriso ou um “toca aqui” (ou mesmo minha comida favorita). Eu também quero que você saiba, eu sou aberta e honesta sobre a minha experiência com a psoríase, então se você quiser saber alguma coisa, apenas diga.

Para todos, o apoio e as palavras de encorajamento são mais importantes para mim do que a pele avermelhada, com coceira e descamação. Por favor, continuem aí para mim, e façam o mesmo para outras pessoas com psoríase. Eu sei que elas também vão gostar.

Felicidades,

Merrit

Mantenha sua psoríase sob controle! Fale com seu ou sua dermatologista ou, se ainda não faz acompanhamento, busque um(a) especialista aqui!

* Por Merritt Ward é uma das escritoras da nossa comunidade que convive com psoríase. Ela mora em Boston, nos Estados Unidos, onde trabalha como relações-públicas e espera que suas histórias pessoais ajudem a animar e empoderar outras pessoas que vivem com a psoríase

** Imagem ilustrativa – não retrata as pessoas citadas ou a autora do texto **


Fonte: Skin to live in. A letter to those close to me & those i haven’t met yet. Disponível em: https://www.psoriasispakistan.pk/psoriasis/article/a-letter-to-those-close-to-me–those-i-havent-met-yet/. Acesso em dezembro de 2020.