Share

A psoríase é uma doença inflamatória crônica que causa placas avermelhadas espessas na pele, cobertas por escamas esbranquiçadas ou prateadas. Essas lesões podem apresentar coceira, dor e descamação.

Uma doença visível mas que também pode atrapalhar o psicológico. Conheça o nosso teste sobre sintomas e situações

As doenças crônicas são aquelas de progressão lenta e longa durabilidade, a psoríase, por exemplo, é tratada durante a vida inteira. Essa doença também reflete na qualidade de vida, é muito mais que uma questão estética da pele. Pacientes com psoríase de grau moderado, relatam que a doença impacta em atividades diárias. 

Talvez você esteja se perguntando se tem como passar psoríase para alguém e a resposta é “não”, essa não é uma doença contagiosa e mesmo assim pode causar constrangimento e até isolamento social.

Tipos de psoríase: psoríase em placa 

Existem diferentes tipos de psoríase, a psoríase em placas a mais comum e atinge cerca de 85-90% dos pacientes.

Mais de um terço das pessoas com psoríase em placas apresentam sintomas moderados e graves que podem ser mais difíceis de tratar.De acordo com a maioria dos estudos, essas pessoas têm mais de 10% da superfície do corpo afetada pelas lesões ou em regiões mais sensíveis e expostas, como mãos e pés, o que traz ainda mais impacto na qualidade de vida.

Entre as áreas do corpo mais afetadas pela psoríase estão o couro cabeludo, cotovelos, joelhos, a parte inferior das costas, rosto, nádegas, mãos e pés, mas a doença pode atingir outras regiões.

Sabia que estima-se que a psoríase atinja até 3% da população? O equivalente a mais de 3 milhões de pessoas no Brasil e 125 milhões em todos o mundo. É uma doença que atinge igualmente homens e mulheres.

A psoríase pode ir além da pele e desenvolver chamada artrite psoriásica em algumas pessoasAlém disso, existem estudo que relacionam a psoríase com diabetes, colesterol alto, derrame e ataque cardíaco.

O que a psoríase faz na pele?

O que ocorre no interior da pele
Fonte: Skin to Live In

Em pessoas saudáveis, as células da pele se multiplicam nas camadas mais profundas e demoram cerca de um mês para chegar na superfície da pele. Já o sistema imune de quem tem psoríase, emite um “alarme falso” que acelera essa multiplicação e em poucos dias as novas células alcançam a superfície. Isso é o que a imagem acima mostra. 

Como isso de ocorre de forma contínua, é aí que surgem as placas, descamação e demais sintomas da psoríase. 

 Por que e quando a psoríase se manifesta? 

Quando e por que a psoríase se manifesta

A psoríase pode se manifestar em qualquer fase da vida, inclusive na infância, apesar de ser mais comum na vida adulta.

Os sintomas aparecem quando há uma combinação de fatores externos e os genéticos, que modificam o ciclo de vida natural das células da pele.  Entre os “gatilhos” externos que podem contribuir com o aparecimento da psoríase estão estresse, lesões e machucados anteriores na pele (vacinas, queimaduras de sol e arranhões) e uso de certas medicações (como lítio, medicamentos antimaláricos e anti-hipertensivos).

Você sente que passa por isso? Faça o nosso teste para conhecer mais situações da doença.

Os sinais e sintomas da psoríase podem desaparecer e voltar após um período não determinado – e assim seguir por toda a vida, tornando-se uma doença recorrente. Tanto a duração quanto a gravidade da psoríase diferem entre pacientes, podendo ser leve, moderada ou grave.

O acompanhamento com dermatologista é necessário para entender a evolução e melhorias da psoríase. 

Psoríase Brasil


Referências

1. International Federation of Psoriasis Associations (IFPA) – World Psoriasis Day. Profile of Psoriasis.. Disponível em: http://www.worldpsoriasisday.com/web/page.aspx?refid=114. Acesso em junho de 2020.
2. Stern RS et al. Psoriasis Is Common, Carries a Substantial Burden Even When Not Extensive, and Is Associated with Widespread Treatment Dissatisfaction. J Investig Dermatol Symp Proc 2004; 9(2):136-9.
3. Langley RGB, Krueger GG, Griffiths CEM. Psoriasis: epidemiology, clinical features, and quality of life. Ann Rheum Dis 2005; 64(suppl 2):ii18-ii23.
4. Nestle FO, Kaplan DH, Barker J. Psoriasis. N Engl J Med 2009; 361(5):496-509.
5. National Psoriasis Foundation. “How do I get Psoriasis”. Disponível em: https://www.psoriasis.org/about-psoriasis. Acesso em junho de 2020.
6. News in Health – National Institutes of Health (NIH). Itchy, Scaly Skin? Living with psoriasis. Disponível em: http://newsinhealth.nih.gov/issue/Aug2010/Feature2. Acesso em junho de 2020.
7. Herrier R. Advances in the treatment of moderate-to-severe plaque psoriasis. Am J Health-Syst Pharm 2011; 68:795-806.
8. Raval K et al. Disease and treatment burden of psoriasis: Examining the impact of biologics. J Drugs Dermatol 2011; 10(2):189-96.
9. National Institutes of Arthritis and Musculoskeletal and Skin Diseases (NIAMS) – National Institutes of Health (NIH). Disponível em: http://www.niams.nih.gov/Health_Info/Psoriasis/default.asp. Último acesso em junho de 2020.
10. MedlinePlus. Psoriasis. Disponível em: http://www.nlm.nih.gov/medlineplus/psoriasis.html. Acesso em junho de 2020.
11. National Psoriasis Foundation. Causes and Triggers. Disponível em: https://www.psoriasis.org/about-psoriasis/causes. Acesso em junho de 2020.
12. SBD. Consenso Brasileiro de Psoríase e Guias de Tratamento. Disponível em:  http://www.ufrgs.br/textecc/traducao/dermatologia/files/outros/Consenso_Psoriase_2012.pdf. Acesso em junho de 2020.



Share








































4 respostas a “O Que é a Psoríase e Quando Ocorre?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *