Share

Sempre que pensamos em doença, é normal vir uma sensação de medo e receio com o futuro. Mas, e quando a doença é psoríase? O que pensar sobre esse assunto? Estamos aqui para te deixar por dentro de tudo o que acontece e como ter melhora na qualidade de vida mesmo tendo psoríase. 

Classificação da gravidade da psoríase

Para começar, um jeito de classificar a psoríase é de acordo com a sua gravidade, sendo leve ou moderada a graveDe acordo com a 2ª edição do Consenso Brasileiro de Psoríase 2012 – Guias de Avaliação e Tratamento, “os critérios para avaliação da gravidade da doença são baseados na gravidade das lesões cutâneas, avaliada peloPASI (Índice da Gravidade da Psoríase por Área),pelo BSA (Área de Superfície Corpórea) e peloDLQI(Índice de Qualidade de Vida em Dermatologia), e também deve levar em consideração o impacto da doença nas atividades diárias do paciente”.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, a psoríase moderada a grave é aquela caracterizada por índices de PASI ou BSA ou DLQI maiores do que 10.

Pele sem lesão

A menor parte dos casos de psoríase apresentam formas moderada a grave, em geral, as pessoas sofrem mais quando o assunto é qualidade de vida.   Importante lembrar que independente da gravidade da psoríase, o objetivo do tratamento é alcançar uma pele sem lesão ou quase sem lesão.

Todos os passos precisam de acompanhamento dermatológico! O primeiro de todos é o diagnóstico, depois vem a classificação e, então o tratamento da psoríase tudo com dermatologistaSiga sempre as recomendações dadas e leia as nossas dicas para viver melhor com a doença. 


Referências

1. SBD. Consenso Brasileiro de Psoríase e Guias de Tratamento. Disponível em: http://www.ufrgs.br/textecc/traducao/dermatologia/files/outros/Consenso_Psoriase_2012.pdf. Acesso em junho de 2020.
2. Salgo R & Thaçi D. Treatment of moderate-to-severe plaque psoriasis. G Ital Dermatol Venereol. 2009 Dec;144(6):701-11.
3. EMEA – CHMP. Guideline on Clinical Investigation of Medicinal Products Indicated for the Treatment of Psoriasis. Disponível em: http://www.ema.europa.eu/docs/en_GB/document_library/Scientific_guideline/2009/09/WC500003329.pdf. Acesso em junho de 2020



Share








































6 respostas a “A Gravidade da Psoriase”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *