Psoríase e a sua vida social


Psoríase e a sua vida social

Mantenha seus planos

Quando se trata de ter uma vida social, a psoríase pode ficar no caminho. Desde cancelar aquela festa planejada durante semanas, deixar de tirar as merecidas férias ou até um dia de folga no trabalho. Às vezes parece que a psoríase está sempre atrapalhando seus planos.

Na verdade, a vida social de pessoas com psoríase é negativamente impactada pela doença.1 Com o estigma que pode ser associado à psoríase, é fácil entender o porque.

Derrubando mitos

Um equívoco comum é que a psoríase é contagiosa – ela não é (e nem nunca foi!).2

A psoríase não é uma infecção e, portanto, você não pode “pegá-la” de alguém, assim como outros não podem “pegá-la” de você.2

Dessa forma, não é surpreendente dizer que as pessoas com psoríase podem sentir como se estivessem sendo julgadas pela aparência da sua pele.

Conscientização e informação podem ajudar a mudar a percepção da psoríase – e você também pode!

Psoríase no ambiente social

Sentir-se mais confortável em sua própria pele pode ajudar a reconstruir sua autoconfiança e permitirá que outros se sintam mais confortáveis ao seu lado.

Isso pode significar sair da sua zona de conforto e enfrentar seus medos… Mas pense que em breve você poderá olhar para trás e se perguntar por que levou tanto tempo!

Então, da próxima vez que receber um convite para sair, tenha confiança e diga “sim”. Essa é a parte mais difícil. Esse é o primeiro passo. O resto só depende de prática…

  • Use roupas em que você se sinta confortável: se você estiver confortável, ficará mais relaxado e sua autoconfiança crescerá. Nos meses mais quentes do verão, vista fibras naturais, como algodão e linho, para minimizar a irritação e maximizar o conforto.
  • Participe de um grupo de apoio para pessoas com psoríase: conheça novas pessoas que entendem exatamente como você se sente e compartilhe suas experiências com elas.
  • Esteja cercado por pessoas que te apoiam: ter uma forte rede de apoio te fará sentir confortável e confiante, não importa como a sua psoríase possa estar te afetando.

E lembre-se sempre de observar o lado bom, além do lado ruim – quando você sair de casa, ao invés de prestar atenção em quem está olhando para a sua psoríase, concentre-se na maioria que não está… E você descobrirá que a maioria das pessoas não está incomodada com a sua pele.

Não deixe que a psoríase te prenda!


Fonte: Site Skin to Live In. Disponível em http://www.skintolivein.com/research-in-dermatology/psoriasis-understanding-the-issues/psoriasis-and-you/psoriasis-and-your-social-life/. Último acesso em julho de 2015.


Referências

1. Langley RG, Krueger GG, Griffiths CE. Psoriasis: epidemiology, clinical features, and quality of life. Ann Rheum Dis. 2005 Mar;64 Suppl 2:ii18-23; discussion ii24-5.
2. National Psoriasis Foundation. “How do I get Psoriasis”. Disponível em: . https://www.psoriasis.org/about-psoriasis Acesso em março de 2015.

Veja mais em: Viva sua pele

saiu na mídia

Notícias Relacionadas

Ver Mais +
Ver Mais +