3-19-psoriase-e-artrite-psoriasica-por-que-conhecer-as-duas

Você sabe qual a conexão entre psoríase e artrite psoriásica? Não vale só saber que as duas afetam a pele…

Já sabemos que os efeitos da psoríase podem ir muito além da pele, causando inflamação por todo o nosso corpo. Por exemplo, quem tem psoríase está sob maior risco de desenvolver várias outras doenças, como o diabetes.1

A psoríase pode ainda afetar as articulações (chamadas de juntas do nosso corpo). De fato, mais de 40% das pessoas com psoríase desenvolvem uma forma de artrite conhecida como artrite psoriásica, uma condição dolorosa e às vezes incapacitante, que afeta as articulações, os tendões e os ossos.2,3 Estudos epidemiológicos brasileiros demonstraram que a AP é a segunda espondiloartrite mais frequente no país, e ela afeta mais de 33% da população previamente acometida com psoríase.4 E, ao contrário da osteoartrite (desgaste articular que geralmente afeta pessoas mais velhas), a artrite psoriásica tende a ocorrer em pessoas jovens, entre 30 e 50 anos.5

A artrite psoriásica pode se manifestar como uma forte dor nos dedos dos pés e/ou das mãos, tornozelo, pescoço, costas, cotovelo, joelho…3,6,7 você sabe como é. Entender os riscos e conhecer os sinais de alerta são os primeiros passos para administrar esses sintomas.

Sinais e sintomas da artrite psoriásica

Como a artrite psoriásica pode afetar qualquer articulação ou junta do seu corpo, o importante é não ignorar nenhuma dor.6 Os principais sintomas são dor nas articulações, rigidez e inchaço.7,8 Você pode notar dor em apenas uma articulação ou em várias ao mesmo tempo. A artrite psoriásica se manifesta de diferentes formas, e entre os locais mais comuns acometidos pela artrite psoriásica estão:6,7,8

  • Dedos das mãos ou dos pés (dactilite): A artrite psoriática pode causar um inchaço doloroso e em alguns casos até deformidades nos dedos das mãos e dos pés.3,7,8
  • Coluna vertebral (espondilite): A artrite psoriática pode se apresentar com rigidez e inflamação no pescoço, região lombar e articulações sacroilíacas, o que pode tornar doloroso e difícil o movimento articular nessas áreas.3,7,8 Normalmente são piores durante o repouso e melhoram com atividade.3
  • Ligamentos ou tendões (entesite): A artrite psoriática pode apresentar inflamação das enteses, principalmente na parte inferior dos pés, no tendão de Aquiles e em locais onde os ligamentos se ligam às costelas, coluna vertebral e pelve.3,7,8 É um sintoma exclusivo da artrite psoriásica e não ocorre com outras formas de artrite, como artrite reumatoide. A entesite pode fazer com que os tecidos da área afetada se tornem ásperos (conhecidos como fibrose) ou sólidos (conhecidos como ossificação ou calcificação).8

Em geral, pessoas com artrite psoriática podem ter dificuldade para usar as mãos, para permanecer em pé por longos períodos e até para caminhar. Fadiga também é um sintoma muito comum.3

Quaisquer que sejam seus sintomas, não ignore. O atraso no tratamento pode levar a danos irreversíveis nas articulações,3 e quanto antes você se levantar e caminhar para o consultório de seu médico (deixando as dores nas articulações de lado), melhor.

De fato, vale a pena falar com seu médico, mesmo que você não tenha nenhum sintoma. Sabemos que parece loucura: por que você perguntaria sobre a artrite psoriásica se não tem sintomas? A resposta é simples: porque a artrite psoriásica leva em média 12 anos para se transformar em um problema de fato.3 Por esta razão, se você tem psoríase, pode valer a pena pedir ao seu médico uma avaliação mais cautelosa. Isso dá a você e ao seu médico tempo para determinar seus riscos e ficar atento aos sinais de alerta.

A localização da psoríase pode te trazer mais informações

A localização em que a psoríase afeta o seu corpo também pode influenciar o risco de desenvolver artrite psoriásica. Em particular, a presença da doença no couro cabeludo e nas nádegas tende a estar associada a um risco aumentado de ter artrite psoriásica.3 Da mesma forma, se as unhas são afetadas, dedos ou enteses inflamados (condições que os médicos chamam de dactilite e entesite, respectivamente), então as chances de ter também a inflamação articular também são ligeiramente maiores.3

Se a psoríase for grave busque seu dermatologista para avaliar se há acometimento articular. Alguns estudos mostraram que pacientes com psoríase mais grave apresentam maior risco de ter artrite psoriática.3 No entanto, algumas pessoas com sintomas muito leves de psoríase podem também ter artrite psoriásica grave e vice-versa. Cerca de um terço das pessoas que desenvolvem artrite psoriásica têm uma forma bastante leve de psoríase.9

Sabendo de tudo isso agora, o que você pode fazer?

Cada pessoa com psoríase tem uma visão própria da doença, mas independentemente disso, é importante saber o que é a artrite psoriásica. Agora que você sabe um pouco mais sobre a ciência por trás da psoríase e da artrite psoriásica, é hora de agir. Durante a sua próxima consulta, pergunte ao seu dermatologista ou reumatologista sobre a artrite psoriásica e peça recomendações sobre o que fazer e/ou observar. Com o plano correto, você estará muito mais preparado para, eventualmente, enfrentar a artrite psoriásica.

É importante que o acompanhamento da psoríase e da artrite psoriásica sejam feitos com especialistas! Você pode encontrar aqui uma lista com dermatologistas e reumatologistas que poderão te ajudar!


Referências

1. Cohen AD, Dreiher J, Shapiro Y, Vidavsky l, Vardy DA, Davidovici B and Meyerovitch J.Psoriasis and diabetes: a population-based cross-sectional study. Dermatology. J Eur Acad Dermatol Venereol 2008; 22 (5): 585-589. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/18331320 .
2. Mease, P. et al. Managing Patients with Psoriatic Disease: The Diagnosis and Pharmacologic Treatment of Psoriatic Arthritis in Patients with Psoriasis. Drugs 2014; 74: 423-441.
3. Kristine Busse and Wilson Liao. Which Psoriasis Patients Develop Psoriatic Arthritis? Psoriasis Forum. 2010 Winter; 16(4): 17–25. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4206220/ .
4. Ranza R, Carneiro S, Qureshi AA, Martins G, Rodrigues JJ, Romiti R, et al. Prevalence of Psoriatic Arthritis in a Large Cohort of Brazilian Patients with Psoriasis. J Rheumatol 2015;42(5):829–34.
5. Hospital Sirio Libanes. Artrite Psoriásica Disponível em: https://www.hospitalsiriolibanes.org.br/hospital/especialidades/reumatologia/Paginas/artrite-psoriasica.aspx Acesso em setembro de 2019.
6. Express. Arthritis pain – eight warning signs of psoriatic arthritis including painful buttocks. Disponível em: https://www.express.co.uk/life-style/health/952111/arthritis-pain-uk-symptoms-psoriatic-signs-joint Acesso em julho de 2019.
7. Mayo clinic. Psoriatic Arthritis. Disponível em: https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/psoriatic-arthritis/symptoms-causes/syc-20354076 Acesso em setembro de 2019.
8. National Psoriasis Foundation. About Psoriasis Arthritis. Disponível em: https://www.psoriasis.org/about-psoriatic-arthritis Acesso em setembro de 2019.
9. National Psoriasis Foundation. About Psoriasis. Disponível em: https://www.psoriasis.org/about-psoriasis Acesso em julho de 2019.

Fonte: Ask Alia. Psoriasis, PsA – Why You Should Know About Both. Disponível em: https://www.ask-alia.com/psoriasis-psoriatic-arthritis-and-why-you-should-know-about-both. Acesso em agosto de 2019.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *