1-1-o-que-eh-psoriase

psoríase é uma doença inflamatória crônica que causa placas avermelhadas espessas na pele, cobertas por escamas esbranquiçadas ou prateadas. Essas lesões podem apresentar coceira, dor e descamação.1-4

Quiz de Psoríase

A doença afeta profundamente a qualidade de vida dos pacientes, indo muito além da questão estética da pele.1-2 Apesar de não ser contagiosa,5 a psoríase pode provocar constrangimento e até isolamento social:6 mesmo pessoas que manifestam sintoma moderados da doença relatam que a psoríase impacta em suas atividades diárias.2

Existem diferentes tipos de psoríase, sendo a psoríase em placas a mais comum, que atinge 85-90% dos pacientes.4 Mais de um terço das pessoas com psoríase em placas apresentam sintomas moderados e graves, que podem ser mais difíceis de tratar.7 Esses pacientes têm mais de 10% da superfície do corpo afetada, de acordo com a maioria dos estudos, ou regiões mais sensíveis e expostas, como mãos e pés, o que traz ainda mais impacto na qualidade de vida.5,7-8

As áreas do corpo mais afetadas pela psoríase incluem couro cabeludo, cotovelos, joelhos, a parte inferior das costas, rosto, nádegas, mãos e pés, mas a doença pode atingir outras regiões.9

Estima-se que a psoríase atinja até 3% da população, equivalente a mais de 3 milhões de brasileiro e 125 milhões de pessoas em todo o mundo.1 A doença afeta igualmente homens e mulheres.5

Em algumas pessoas, uma forma de artrite, chamada artrite psoriásica, pode se desenvolver.10 Estudos também relacionam a psoríase a chances elevadas de diabetes, colesterol alto, derrame e ataque cardíaco.6

O que ocorre no interior da pele?

O que ocorre no interior da pele
Fonte: Skin to Live In

Na psoríase há uma renovação acelerada das células da pele, devido à uma falha que provoca a hiperatividade do sistema imune do paciente. Em pessoas saudáveis, as células da pele se multiplicam nas camadas mais profundas da pele e levam em média um mês para chegar à superfície. Nas pessoas com psoríase o sistema imune emite “alertas falsos” que fazem com que esse processo ocorra de forma acelerada, e em poucos dias as novas células chegam à superfície da pele. Isso ocorre de forma contínua e provoca a formação das placas, descamação e os demais sintomas da psoríase.6,10

Quando e por que a psoríase se manifesta?

Quando e por que a psoríase se manifesta

A psoríase pode se manifestar em qualquer fase da vida, inclusive na infância, apesar de ser mais comum na vida adulta.9 Os sintomas aparecem quando há uma combinação de fatores relacionados ao meio ambiente e outros genéticos, que modificam o ciclo de vida natural das células da pele.11 Entre os “gatilhos” externos que podem contribuir com o aparecimento da psoríase estão estresse, lesões e machucados anteriores na pele (vacinas, queimaduras de sol e arranhões) e uso de certas medicações (como lítio, medicamentos antimaláricos e anti-hipertensivos).11

A psoríase é recorrente, ou seja, os sinais e sintomas podem desaparecer e voltar após um período não determinado de tempo – e assim seguir por toda a vida. Tanto a duração quanto a gravidade da doença diferem entre os pacientes, podendo ser leve, moderada ou grave.12


Referências

1. International Federation of Psoriasis Associations (IFPA) – World Psoriasis Day. Profile of Psoriasis.. Disponível em: http://www.worldpsoriasisday.com/web/page.aspx?refid=114. Acesso em agosto de 2013.
2. Stern RS et al. Psoriasis Is Common, Carries a Substantial Burden Even When Not Extensive, and Is Associated with Widespread Treatment Dissatisfaction. J Investig Dermatol Symp Proc 2004; 9(2):136-9.
3. Langley RGB, Krueger GG, Griffiths CEM. Psoriasis: epidemiology, clinical features, and quality of life. Ann Rheum Dis 2005; 64(suppl 2):ii18-ii23.
4. Nestle FO, Kaplan DH, Barker J. Psoriasis. N Engl J Med 2009; 361(5):496-509.
5. National Psoriasis Foundation. “How do I get Psoriasis”. Disponível em: https://www.psoriasis.org/about-psoriasis. Acesso em março de 2015.
6. News in Health – National Institutes of Health (NIH). Itchy, Scaly Skin? Living with psoriasis. Disponível em: http://newsinhealth.nih.gov/issue/Aug2010/Feature2. Acesso em março de 2015.
7. Herrier R. Advances in the treatment of moderate-to-severe plaque psoriasis. Am J Health-Syst Pharm 2011; 68:795-806.
8. Raval K et al. Disease and treatment burden of psoriasis: Examining the impact of biologics. J Drugs Dermatol 2011; 10(2):189-96.
9. National Institutes of Arthritis and Musculoskeletal and Skin Diseases (NIAMS) – National Institutes of Health (NIH). Disponível em: http://www.niams.nih.gov/Health_Info/Psoriasis/default.asp. Último acesso em março de 2015.
10. MedlinePlus. Psoriasis. Disponível em: http://www.nlm.nih.gov/medlineplus/psoriasis.html. Acesso em março de 2015.
11. National Psoriasis Foundation. Causes and Triggers. Disponível em: https://www.psoriasis.org/about-psoriasis/causes. Acesso em 4 de janeiro de 2016.
12. SBD. Consenso Brasileiro de Psoríase e Guias de Tratamento. Disponível em:  http://www.ufrgs.br/textecc/traducao/dermatologia/files/outros/Consenso_Psoriase_2012.pdf. Acesso em julho de 2016.