Vivendo na pele o diagnóstico do melanoma

As pesquisas e o tratamento do melanoma evoluíram de forma sem precedentes na última década.1 Isso significa que as pessoas diagnosticadas hoje têm perspectiva de viver cada vez mais e melhor.1 Ainda assim, o diagnóstico da doença é acompanhado por muito medo, ansiedade e estresse.2 E não é para menos: o melanoma é um tipo de câncer de pele pouco conhecido, que pode ser grave.3

Conhecimento é poder

Ter acesso a informações claras e confiáveis sobre cada etapa do diagnóstico e do tratamento do melanoma é fundamental para que você possa vencer os medos, e saber por onde começar a agir.4 Alguns passos fundamentais são:3-5

  1. Fazer acompanhamento com médico oncologista e equipe multidisciplinar
  2. Entender bem o que é o melanoma e seu tratamento, para poder participar das decisões com confiança
  3. Saber o estágio (ou ‘estadio’, como chamam os médicos) do seu melanoma: que vai de I a IV (1 a 4)
  4. Saber se existe a presença da mutação no gene BRAF, já que isso impacta na escolha do tratamento mais adequado para você
  5. Saber quais recursos você tem à disposição e aceitar ajuda

Pode não parecer agora, mas sempre tem um lado bom…

Se você acaba de ser diagnosticado e está se sentido desamparado, busque ajuda com sua família e amigos, grupos de apoio, com seu médico e outros profissionais especializados. Por mais impensável que pareça agora, outras pessoas que já estiveram no seu lugar hoje enxergam que o diagnóstico pode sim trazer coisas boas, como um novo olhar para a vida e a capacidade de perceber o que realmente importa, como passar mais tempo com a família e fazer mais daquilo que te deixa feliz.3

*Afinal, o que é o gene BRAF?

O gene BRAF está presente no corpo de qualquer pessoa, mas às vezes ele sofre uma mutação, que resulta na produção anormal e exagerada de algumas células doentes, podendo estar associado ao desenvolvimento do melanoma.6

Saber se o melanoma foi causado por essa mutação no gene BRAF é importante, pois hoje existem diferentes tipos de tratamentos (imunoterapias e terapias-alvo) que funcionam muito bem e de forma específica para esses casos, trazendo melhores resultados do que os tratamentos mais antigos, como quimioterapia e radioterapia.6

O MELANOMA PODE COMEÇAR COMO UMA ESPÉCIE DE
PINTA OU MANCHA SOBRE A PELE (UM PEQUENEO TUMOR CUTÂNEO PIGMENTADO OU COLORIDO),
MAIS FREQUENTE NAS PARTES DO CORPO QUE FICAM EXPOSTAS AO SOL.

Teste genético para melanoma metastático

O que você precisa saber

Tratamento do melanoma

Conheça as opções

Sinais e sintomas do melanoma

A importância do autoexame

Tratamento adjuvante para o melanoma

O que é isso?

Referências

  1. Targeted Oncology. Factors to Consider in Treating Metastatic Melanoma. Disponível em: http://www.targetedonc.com/case-based-peer-perspectives/melanoma/luke-malignant-melanoma/factors-to-consider-in-treating-metastatic-melanoma. Acesso em fevereiro de 2020.
  2. American Academy of Dermatology. 7 WAYS TO FIND PEACE OF MIND AFTER A MELANOMA DIAGNOSIS. Disponível em https://www.aad.org/public/diseases/skin-cancer/types/common/melanoma/peace. Acesso em fevereiro de 2020.
  3. Lindsay CR, Spiliopoulou P, Waterston A. Blinded by the light: why the treatment of metastatic melanoma has created a new paradigm for the management of cancer. Ther Adv Med Oncol. 2015;7(2):107–121. doi:10.1177/1758834014566619.
  4. Mayo Clinic. Cancer diagnosis: 11 tips for coping. Disponível em https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/cancer/in-depth/cancer-diagnosis/art-20044544. Acesso em fevereiro de 2020.
  5. American Society of Clinical Oncology (ASCO). Melanoma: Questions to Ask the Health Care Team. Disponível em https://www.cancer.net/cancer-types/melanoma/questions-ask-health-care-team. Acesso em fevereiro de 2020.
  6. Cheng L, Lopez-Beltran A, Massari F, MacLennan GT, Montironi R. Molecular testing for BRAF mutations to inform melanoma treatment decisions: a move toward precision medicine. Mod Pathol. 2018;31(1):24–38. doi:10.1038/modpathol.2017.104.
  7. American Cancer Society. Treatment of Melanoma Skin Cancer, by Stage. Disponível em https://www.cancer.org/cancer/melanoma-skin-cancer/treating/by-stage.html. Acesso em fevereiro de 2020.