Vivendo na pele o diagnóstico do melanoma

As pesquisas e o tratamento do melanoma evoluíram de forma sem precedentes na última década.1 Isso significa que as pessoas diagnosticadas hoje têm perspectiva de viver cada vez mais e melhor.1 Ainda assim, o diagnóstico da doença é acompanhado por muito medo, ansiedade e estresse.2 E não é para menos: o melanoma é um tipo de câncer de pele pouco conhecido, que pode ser grave.3

Conhecimento é poder

Ter acesso a informações claras e confiáveis sobre cada etapa do diagnóstico e do tratamento do melanoma é fundamental para que você possa vencer os medos, e saber por onde começar a agir.4 Alguns passos fundamentais são:3-5

  1. Fazer acompanhamento com médico oncologista e equipe multidisciplinar
  2. Entender bem o que é o melanoma e seu tratamento, para poder participar das decisões com confiança
  3. Saber o estágio (ou ‘estadio’, como chamam os médicos) do seu melanoma: que vai de I a IV (1 a 4)
  4. Saber se existe a presença da mutação no gene BRAF, já que isso impacta na escolha do tratamento mais adequado para você
  5. Saber quais recursos você tem à disposição e aceitar ajuda

Pode não parecer agora, mas sempre tem um lado bom…

Se você acaba de ser diagnosticado e está se sentido desamparado, busque ajuda com sua família e amigos, grupos de apoio, com seu médico e outros profissionais especializados. Por mais impensável que pareça agora, outras pessoas que já estiveram no seu lugar hoje enxergam que o diagnóstico pode sim trazer coisas boas, como um novo olhar para a vida e a capacidade de perceber o que realmente importa, como passar mais tempo com a família e fazer mais daquilo que te deixa feliz.3

*Afinal, o que é o gene BRAF?

O gene BRAF está presente no corpo de qualquer pessoa, mas às vezes ele sofre uma mutação, que resulta na produção anormal e exagerada de algumas células doentes, podendo estar associado ao desenvolvimento do melanoma.6

Saber se o melanoma foi causado por essa mutação no gene BRAF é importante, pois hoje existem diferentes tipos de tratamentos (imunoterapias e terapias-alvo) que funcionam muito bem e de forma específica para esses casos, trazendo melhores resultados do que os tratamentos mais antigos, como quimioterapia e radioterapia.6

O MELANOMA PODE COMEÇAR COMO UMA ESPÉCIE DE
PINTA OU MANCHA SOBRE A PELE (UM PEQUENEO TUMOR CUTÂNEO PIGMENTADO OU COLORIDO),
MAIS FREQUENTE NAS PARTES DO CORPO QUE FICAM EXPOSTAS AO SOL.

Mutações genéticas

Como elas influenciam na escolha do tratamento?

Você tem poder

Conheça seu papel no tratamento

10 anos que mudaram tudo

Veja como o tratamento do melanoma evoluiu na última década

Vocabulário do melanoma

Biópsia, BRAF, metástase… Conheça as palavras que acompanham o diagnóstico

Referências

  1. Targeted Oncology. Factors to Consider in Treating Metastatic Melanoma. Disponível em: http://www.targetedonc.com/case-based-peer-perspectives/melanoma/luke-malignant-melanoma/factors-to-consider-in-treating-metastatic-melanoma. Acesso em fevereiro de 2020.
  2. American Academy of Dermatology. 7 WAYS TO FIND PEACE OF MIND AFTER A MELANOMA DIAGNOSIS. Disponível em https://www.aad.org/public/diseases/skin-cancer/types/common/melanoma/peace. Acesso em fevereiro de 2020.
  3. Lindsay CR, Spiliopoulou P, Waterston A. Blinded by the light: why the treatment of metastatic melanoma has created a new paradigm for the management of cancer. Ther Adv Med Oncol. 2015;7(2):107–121. doi:10.1177/1758834014566619.
  4. Mayo Clinic. Cancer diagnosis: 11 tips for coping. Disponível em https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/cancer/in-depth/cancer-diagnosis/art-20044544. Acesso em fevereiro de 2020.
  5. American Society of Clinical Oncology (ASCO). Melanoma: Questions to Ask the Health Care Team. Disponível em https://www.cancer.net/cancer-types/melanoma/questions-ask-health-care-team. Acesso em fevereiro de 2020.
  6. Cheng L, Lopez-Beltran A, Massari F, MacLennan GT, Montironi R. Molecular testing for BRAF mutations to inform melanoma treatment decisions: a move toward precision medicine. Mod Pathol. 2018;31(1):24–38. doi:10.1038/modpathol.2017.104.
  7. American Cancer Society. Treatment of Melanoma Skin Cancer, by Stage. Disponível em https://www.cancer.org/cancer/melanoma-skin-cancer/treating/by-stage.html. Acesso em fevereiro de 2020.