Preparando-se para sua consulta

Compartilhe:

Antes de chegar ao consultório é normal ter muitas perguntas em mente, querer informar-se sobre tudo o que puder, sintomas, tratamento, qualidade de vida e por aí vai, mas bastam 10 minutos de conversa e só algumas poucas perguntas foram feitas.

Se você se identifica com o a situação acima, vamos te ajudar a se preparar para a sua consulta médica. Quanto mais informações sobre seus sintomas você conseguir passar, mais rápido será o diagnóstico e, consequentemente, o tratamento. Se já está tratando a doença, é importante que mantenha a atenção sobre os sinais e como seu corpo tem reagido nos últimos dias.

Antes da consulta

  • Anote tudo. Teve algum dos sintomas? Anote no seu celular ou em um bloco de notas, crie o hábito de anotar tudo que lembrar. Um episódio de febre, uma refeição que não teve vontade de fazer, um dia que o cansaço foi intenso, enfim, quanto mais o seu relato for detalhado, melhor!
  • Possíveis gatilhos. Agora é a hora da sinceridade, faz ou fez uso de tabaco? Álcool? Costuma consumir alimentos picantes? Trabalha ou trabalhou em exposição a produtos químicos e/ou radioativos? Reflita sobre o seu estilo de vida para lembrar de falar na consulta, acredite, é muito importante.
  • Exames antigos, remédios, histórico de saúde. Reúna toda informação relacionada à sua saúde que puder. Se passa ou já passou por algum tratamento médico, já teve outros problemas de saúde?
  • Já está em tratamento? Também é importante que continue monitorando seus sintomas e suas reações ao tratamento.

Encontre um médico hematologista perto de você agora!

No dia da consulta

  • Se possível, vá com companhia. Pode ser que você se depare com uma quantidade de informações e orientações muito grande; ter alguém ao seu lado para te ajudar a lembrar de tudo que foi dito é muito interessante. Sua companhia também pode lembrar de sintomas e situações que você não se recorda.
  • Não tenha vergonha de perguntar. A consulta é o momento para tirar suas dúvidas, não hesite em perguntar tudo o que deseja saber. Se não entender algo que foi dito, pergunte de novo até entender, a partir desse momento você será tão responsável pela sua melhora quanto o profissional na sua frente.

Algumas perguntas que você pode fazer ao seu hematologista e outros profissionais da saúde que te acompanham no tratamento da LMA:1

  • O que é leucemia mieloide aguda exatamente? O que a difere de outras leucemias?
  • Qual é o tipo de LMA que eu tenho?
  • Preciso realizar quais exames para definir o tratamento que vamos seguir?
  • Por que devo saber qual a mutação que desencadeou a minha LMA?
  • Preciso me consultar com outros médicos ou profissionais da saúde?
  • Quais cuidados devo ter a partir de agora?
  • Quais são as opções de tratamento?
  • Meu plano de saúde cobre o tratamento? (caso tenha)
  • O Sistema Único de Saúde (SUS) cobre o tratamento?
  • O que você acha que acontecerá a longo prazo?
  • Quais são os efeitos colaterais do tratamento?
  • Posso fazer algo para diminuí-los?
  • Se o tratamento não funcionar, quais as outras opções?
  • Qual o estágio da minha doença?

Confie nas pessoas responsáveis pelo seu tratamento e siga as recomendações corretamente.


Referências

1. American Cancer Society. Questions to Ask About Acute Myeloid Leukemia (AML). Disponível em: http://www.cancer.org/cancer/acute-myeloid-leukemia/detection-diagnosis-staging/talking-with-your-doctor.html Acesso em dezembro de 2020.