tipos-de-insuficiencia-cardiaca
Share

Se engana quem pensa que insuficiência cardíaca é ‘tudo a mesma coisa’. A doença pode ser dividida ou classificada de acordo com a gravidade da disfunção do coração (fração de ejeção reduzida ou fração de ejeção preservada) ou ainda de acordo com a intensidade e aparecimento dos sintomas (crônica ou aguda).1,2

Quiz de Insuficiência Cardíaca

Entenda mais a seguir!

Existem dois tipos de insuficiência cardíaca:1

  • Insuficiência cardíaca fração de ejeção reduzida (sistólica): neste caso, o coração não consegue bombear ou ejetar o sangue para fora das cavidades corretamente, ou seja, tem-se o que se denomina fração de ejeção reduzida. Neste caso, o coração contrai menos ou de forma mais fraca, o que causa acúmulo de sangue.1
  • Insuficiência cardíaca fração de ejeção preservada (diastólica): ocorre quando o coração não se enche de sangue com facilidade, porque seus músculos estão mais rígidos. Aqui, ao contrário do que ocorre na insuficiência cardíaca sistólica, o coração não relaxa para se encher de sangue adequadamente (fração de ejeção preservada).1

 

Tanto no caso da insuficiência cardíaca sistólica quanto da insuficiência cardíaca diastólica, o coração não consegue executar sua função primordial: bombear adequadamente o sangue rico em oxigênio para alimentar os tecidos e órgãos do corpo.1

A insuficiência cardíaca pode se tornar aguda quando há descompensação!

Outra forma de caracterizar a insuficiência cardíaca é pela intensidade e aparecimento dos sintomas. A insuficiência cardíaca pode se manifestar de forma aguda ou crônica. Algumas características diferenciam de forma bastante clara as duas manifestações.2 Confira:

  • insuficiência cardíaca aguda (ICA): também chamada de insuficiência cardíaca descompensada, ocorre de modo súbito e catastrófico, fazendo com que o paciente necessite buscar ajuda médica e hospitalar de forma emergencial. Após a compensação do quadro, o paciente pode ter alta do hospital, e deverá manter acompanhamento ambulatorial com o cardiologista. A ICA pode ser uma agudização de um quadro de IC crônica.2
  • insuficiência cardíaca crônica (ICC): em geral se desenvolve gradativamente, por vezes ao longo de anos. É uma condição crônica e permite que o paciente tenha uma vida prolongada por ser possível, com o tratamento adequado,manter-se estável.2 Os pacientes, entretanto, podem ter que conviver com algumas limitações.3 Na insuficiência cardíaca crônica, o paciente na maior parte das vezes só se dá conta de que está com um problema de saúde quando apresenta sintomas como cansaço, falta de ar, dores abdominais, tosse, e inchaço nos pés e pernas.4

 

Aprenda sobre a insuficiência cardíaca!

Teste e aprofunde o seu conhecimento sobre a insuficiência cardíaca. Uma das armas mais poderosas contra a insuficiência cardíaca e outras doenças do coração é a informação!


Referências

1. Mosterd A, Hoes AW. Clinical epidemiology of heart failure. Heart. 2007 Sep;93(9):1137-46.
2. Ponikowski O, Voors AA, Anker SD, et al. 2016 ESC Guideline for the diagnosis and treatment of acute and chronic heart failure. Eur J Heart Fail. 2016 May 20.
3. Heart Failure Matters. What can you do? Disponível em: http://www.heartfailurematters.org/en_GB/What-can-you-do/What-can-you-do (Acessado em 06/07/0217).
4. Heart Failure Matters. Symptoms of heart failure. Disponível em: http://www.heartfailurematters.org/en_GB/Understanding-heart-failure/Symptoms-of-heart-failure (Acessado em 06/07/0217).

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *