Share

O nosso corpo dá sinais, ainda mais quando o assunto é saúde. A entesite, por exemplo, pode ser um possível sinal precoce da espondilite. Mas antes explicarmos o motivo, é importante entender o que são entese e entesite.

A entese é o local onde os tendões (que prendem os músculos aos ossos) e ligamentos (que prendem os ossos uns aos outros) se “ligam” ao osso. Já a entesite é uma inflamação nesses locais, que pode gerar dor e inchaço.

O desenvolvimento de entesite tem sido associado à presença do gene HLA B27, também bastante associado à espondilite anquilosante (EA). As duas condições geralmente ocorrem juntas, até 58% dos pacientes com EA também apresentam entesite. O vínculo é tão forte que a entesite foi definida como uma característica do EA.

banner sociedade brasileira de reumatologia

Onde entesite causa dor?

A entesite pode atacar qualquer lugar onde um osso encontra um tendão. Ela frequentemente afeta locais também associados à espondilite, como a pelve e a região lombar. No entanto, a dor da entesite também pode ser sentida na região periférica, como os joelhos, calcanhares e as solas dos pés.

Isso significa que a dor em qualquer uma dessas áreas, assim como na região lombar, pode ser um sinal de alerta para a entesite e para a EA.

Diagnóstico da entesite

Pode ser complicado identificar a inflamação, uma vez que os sintomas mais comuns nem sempre estão presentes e os métodos de diagnóstico atuais são pouco sensíveis. Assim como para a espondilite, o diagnóstico precoce é importante.

Por outro lado, a forma de diagnóstico não é muito complexa. É feito um exame físico, pressionando as extremidades dos tendões e ligamentos para verificar se há dor, isso costuma ser feito por reumatologista.  Outra coisa que ajuda é fazer um registro dos sintomas e compartilhar na consulta.

Às vezes, não é possível realizar o diagnóstico físico porque a pessoa apresenta inchaço visível ou o local da dor é inacessivel. Em todos os casos, exames de imagem, como ultrassonografia ou ressonância magnética, costumam ser utilizados. Se o seu médico ou sua médica não tiver detectado entesite, mas você ainda estiver com dor, sugira essas opções para confirmar seu diagnóstico.

Qualidade de vida

Enquanto você espera um diagnóstico, há uma série de medidas que você pode tomar para gerenciar seu desconforto.

As dicas gerais de autocuidado para inflamação podem funcionar bem, como banhos quentes, uso de palmilhas, compressas de gelo para atenuar o inchaço das articulações. As massagens feitas por profissionais também podem ajudar a aliviar a dor e melhorar a qualidade de vida.

Lembre-se! Aquela dorzinha insistente pode virar um problema grave se não for tratada adequadamente, busque ajuda médica e cuide da sua saúde.


Referências

1. Schett, G. Enthesitis: from pathophysiology to treatment. Nat Rev Rheumatol. 2017, 13(12):731-741.
2. Spadaro, A. Clinical and imaging assessment of peripheral enthesitis in ankylosing spondylitis. Int. J. Clin. Rheumatol. 2012, 7(4), 391–396.
3. Kelsall, J. What Is the Location of Enthesitis in Ankylosing Spondylitis and Psoriatic Arthritis Patients and How Do They Respond to Anti-TNF Treatment? 2015 ACR/ARHP Meeting, Abstract 2877.
4. Kataria, RK.; Brent, LH. Spondyloarthropathies. Am Fam Physician. 2004, 69: 2853-2860.
5. Kehl A et al. Enthesitis. New Insights Into Pathogenesis, Diagnostic Modalities, and Treatment. Arthritis Rheumatol. 2016, 68(2): 312–322.
6. Benjamin M., McGonagle D. (2009) The Enthesis Organ Concept and Its Relevance to the Spondyloarthropathies. In: López-Larrea C., Díaz-Peña R. (eds) Molecular Mechanisms of Spondyloarthropathies. Advances in Experimental Medicine and Biology, vol 649. Zhang, H. Ultrasonographic evaluation of enthesitis in patients with ankylosing spondylitis. J Biomed Res. 2017, 19;31(2):162-169.
7. Chunco, R. The effects of massage on pain, stiffness, and fatigue levels associated with ankylosing spondylitis: a case study. Int J Ther Massage Bodywork. 2011, 4 (1): 12–17.

 

Share