x

05/04/2017

Tratamento da DMRI

Tratamento da DMRI

05/04/2017

Tratamento da DMRI

O tratamento mais adequado para degeneração macular relacionada à idade depende do tipo de DMRI e da gravidade da doença.1-3 O diagnóstico precoce e o tratamento adequado da DMRI podem frear a deterioração da visão e ajudar a preservar a qualidade de vida e a independência dos pacientes.3

As opções de tratamento para DRMI incluem observação, suplementação com vitaminas e minerais antioxidantes, injeção intravítrea de medicamentos anti-VEGF, cirurgia fotodinâmica e cirurgia de fotocoagulação a laser.3

Nos estágios iniciais, em que em muitas pessoas não apresentam sintomas ou perda de visão, o oftalmologista pode recomendar que, pelo menos uma vez ao ano, o paciente faça um exame ocular com os olhos dilatados para avaliar o fundo dos olhos. O exame ajudará a determinar se a condição está avançanda. 1,2

A DMRI ocorre com menor frequência em pessoas que se exercitam, evitam fumar e que se alimentam adequadamente, incluindo vegetais, frutas e peixes na alimentação. Se o paciente já tem DMRI, adotar um estilo de vida saudável pode ajudar a manter sua visão saudável por mais tempo.1-3 Saiba mais em convivendo com a baixa visão na terceira idade.

Algumas pessoas com DMRI também podem se beneficiar da suplementação de algumas vitaminas e minerais (vitaminas C e E, luteína, zeaxantina e zinco). Embora a suplementação possa retardar a progressão da DMRI, as vitaminas não são capazes de curar a DMRI, e apenas um oftalmologista pode dizer se o uso de suplementação pode ser benéfico para cada paciente.1-3

Tratamendo da DMRI úmida

Já na DMRI úmida, forma mais grave da doença, o tratamento tem como objetivo parar o crescimento de novos vasos sanguíneos e diminuir o vazamento desses vasos sanguíneos.1 As opções de tratamento são:

  • Medicamentos anti fator de crescimento vascular endotelial (anti-VEGF): é o tratamento padrão atual para DMRI. São medicamentos que bloqueiam o desenvolvimento de novos vasos sanguíneos e reduzem os vazamentos nos vasos sanguíneos anormais no olho. Eles são administrados por um oftalmologista através de uma injeção no olho (chamada de intraocular). Podem ser necessárias várias injeções ao longo do tempo para controlar efetivamente a progressão da doença.1
    Alguns desses medicamentos são capazes de barrar a progressão da DMRI e, em alguns casos, até recuperar parte da visão perdida.4,5
    Mas lembre-se: somente tratamentos especificamente desenvolvidos para DMRI são capazes de oferecer eficácia somada aos mais altos índices de segurança, evitando infecções oculares, além de outras consequências graves. 4,5
    No Brasil, os medicamentos anti-VEGF aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para DMRI podem ser disponibilizados gratuitamente pelos planos de saúde privados e também pelos governos de alguns estados. Converse com seu oftalmologista.4,5,6
    Esses medicamentos são capazes de estabilizar e recuperar parte da visão perdida.
  • Terapia fotodinâmica: este procedimento é menos comum do que as injeções anti-VEGF, e geralmente usado em combinação com outros tratamentos para alguns tipos específicos de DMRI. A técnica envolve o tratamento a laser de áreas específicas da retina. Durante o procedimento, um feixe de laser ativa um medicamento sensível à luz para destruir os vasos sanguíneos anormais na retina. Uma vez ativado, o medicamento fecha os novos vasos sanguíneos, retarda o crescimento e diminui a progressão da perda de visão. Várias sessões podem ser necessárias de acordo com a gravidade da doença.1-3
  • Cirurgia a laser ou fotocoagulação: os oftalmologistas podem tratar alguns casos de DMRI com cirurgia a laser, embora este seja ainda menos comum do que outros tratamentos. Esta cirurgia utiliza um laser mais forte para destruir os vasos sanguíneos novos anormais que pode danificar outros tecidos saudáveis e prejudicar alguns pontos da visão. Mas a cirurgia também pode ajudar a prevenir a perda de visão em alguns casos. 1-3

Converse com seu oftalmologista sobre tratamento
Mantenha um diálogo aberto com seu oftalmologista para que ele determine as melhores opções de tratamento para você. E lembre-se: somente tratamentos especificamente desenvolvidos para DMRI são capazes de oferecer eficácia somada aos mais altos índices de segurança, evitando infecções oculares, além de outras consequências graves.4,5


Referências

1. Prevent Blindness. AMD (Age-Related Macular Degeneration). Disponível em: http://www.preventblindness.org/AMD-age-related-macular-degeneration Acesso em fevereiro de 2017.
2. NIH – National Eye Institute. Facts about age-related macular degeneration. Disponível em: https://nei.nih.gov/health/maculardegen/armd_facts Acesso em fevereiro de 2017.
3. Age-Related Macular Degeneration PPP – Updated 2015. Disponível em: https://www.aao.org/preferred-practice-pattern/age-related-macular-degeneration-ppp-2015 Acesso em fevereiro de 2017.
4. Instituto Panamericano da Visão. Degeneração macular. Disponível em: http://www.ipvisao.com.br/site/especialidades-degeneracao_macular Acesso em fevereiro de 2017.
5. ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Disponível em: http://portal.anvisa.gov.br/medicamentos Acesso em março de 2017.
6. ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar). Disponível em: http://www.ans.gov.br/ Acesso em março de 2017.