5 dicas para quem cuida dos diabéticos

5 dicas para quem cuida dos diabéticos

Se você tem algum parente ou amigo portador do diabetes tipo 2 e cuida da saúde e alimentação dessa pessoa, é bom conhecer algumas dicas importantes para que o diabético siga uma rotina de vida tranquila e normal. Veja o que a Associação Americana de Diabetes separou.1

1. Aprenda sobre a doença

Esse é o primeiro passo: estudar sobre o problema. Afinal de contas, é preciso saber que o diabetes não é uma sentença de morte. Pelo contrário! Seguindo as recomendações para deixar os níveis de glicose controlados, a vida continua normalmente.1

Portanto, procure todas as informações possíveis em livros, converse com o médico que cuida de seu parente e também com outras pessoas que passam pelo problema e, claro, leia as nossas matérias.1

2. Deixe o paciente absorver a informação

Após o diagnóstico, é normal que a pessoa sinta receio ou medo do que possa acontecer. Por isso, deixe ela ter um tempo para digerir a informação e tente ajudá-la a encontrar o melhor caminho para superar esse período de “luto” e entenda que o diabetes é um problema que pode ser controlado.1

3. Incentive as mudanças de hábitos, mas sem exagerar

Ajudar na variação do cardápio (até mesmo ir ao supermercado e fazer as compras juntos) e indicar boas atividades físicas é um ponto bastante interessante para quem tem algum parente ou amigo que possui diabetes tipo 2. Isso é uma forma de incentivar a pessoa. Mas não a pressione.1

O melhor é conversar com o médico do paciente para que ele ajude nessa parte de orientação. Uma dica bem bacana é participar dessas mudanças. Ou seja, passar a praticar exercícios com o parente e fazer as refeições com ele.1

4. Ajude a definir pequenas metas

Não adianta pensar em mudar tudo de uma vez. É preciso fazer aos poucos. Por exemplo, passe a caminhar com seu amigo ou parente após o jantar. A atividade pode melhorar a glicemia e, aos poucos, vocês irão aumentando a velocidade, ou encaixam outros exercícios. É uma forma de motivação.1

5. Tenha sempre o apoio da equipe médica

Pergunte a pessoa que você cuida se ela deixaria que você participasse das consultas médicas. Dessa maneira, é mais fácil de entender sobre a doença e fazer todos os questionamentos possíveis. Além de ter um contato mais próximo com médicos e nutricionistas que fazem parte da equipe que trata seu parente ou amigo.1

Sem esquecer que, algumas vezes, os médicos não sabem que os pacientes estão tendo problemas com os seus medicamentos e os mesmos acabam não compartilhando essas informações. Por isso é importante a presença de alguém que convive diariamente com o diabético para poder esclarecer eventuais percalços.1

Mas saiba que, em primeiro lugar, quem deve querer esse tipo de apoio é a própria pessoa que desenvolveu a doença. Mostre a sua solidariedade, mas deixe que ela decida.1

 


Referências

1. Site da American Association Diabetes. Disponível em: http://www.diabetes.org/living-with-diabetes/recently-diagnosed/8-tips-for-caregivers.html?loc=lwd-slabnav. Última visualização em 16 de agosto de 2016.

Veja mais em: Diabetes

saiu na mídia

Notícias Relacionadas

Ver Mais +
Ver Mais +

Conteúdo

Relacionados|Mais lidos

saiu na mídia

Conteúdos Relacionados

Ver Mais +
Ver Mais +