anemia-aplasica-e-qualidade-de-vida
Share

Existem várias medidas que podem ser tomadas para garantir uma melhor qualidade de vida.1 Além disso, é importante sempre se cuidar para reduzir as chances de efeitos colaterais e complicações que podem ser causadas pela doença e seu tratamento.2

Dicas de cuidado com higiene para pessoas com anemia aplásica

A anemia aplásica afeta o sistema imunológico, resultando em uma menor produção de glóbulos brancos circulando no sangue para combater germes.3 Dessa forma, quem vive com a doença tem mais risco de infecções.3 por isso, é importante manter a higiene para fugir de situações que possibilitem uma infecção, tomando precauções como:1,2

  • Evitar grandes multidões e proximidade com pessoas enfermas.
  • Evitar certas comidas que podem te expor a bactérias, como comidas cruas.
  • Lavar as mãos com frequência.
  • Escovar os dentes e passar fio dental, além de fazer visitar frequentes ao dentista, para reduzir as chances de infecções bucais e na garganta.
  • Tomar vacina contra a gripe e pneumonia anualmente.

É importante também conhecer e saber identificar os sinais de infecção, principalmente a febre.2 Se suspeitar de algo, entre em contato com seu médico imediatamente.2,3 Vale ressaltar que é sempre bom conversar abertamente com o especialista que trata a anemia aplásica e perguntar quais as melhores maneiras de reduzir os riscos de infecção no seu caso.1

Saúde e bem-estar para pacientes de anemia aplásica

Manter um corpo saudável reduz as chances de contrair doenças, o que é vital durante o tratamento da anemia aplásica. Além do mais, a atividade física gera um metabolismo mais eficiente, o que é especialmente importante quando se está combatendo uma doença.4

Confira nosso passo a passo para começar para exercícios e anemia aplásica:

  • É sempre bom lembrar de consultar um médico antes de embarcar em uma rotina de exercícios para saber quais as atividades físicas recomendadas no seu caso, e quais devem ser evitadas.1,4
  • Para começar, é melhor optar por exercícios de curta duração e baixa intensidade, os quais podem ser gradualmente aumentados.3
  • Evite atividades que causam dor no peito ou perda de respiração.1
  • Esportes que podem resultar em machucados e sangramentos também não são recomendados.1,2 Isso porque a anemia aplásica compromete o sistema imunológico, o que faz com que cortes no corpo possam ser infectados facilmente com a entrada de bactérias.2 Pelo mesmo motivo, é recomendado evitar academias e espaços públicos na hora de fazer exercícios.4
  • Busque se exercitar diariamente, por pelo menos 30 minutos, sempre com o acompanhamento ou sob recomendação do seu médico.4

Nutrição ideal para quem lida com anemia aplásica

Medidas simples como uma dieta adequada e uma boa noite de sono são vitais para optimizar a produção de sangue.2,6 Mas é claro que você sempre deve consultar seu médico antes de mudar de dieta – ele será capaz de indicar a ideal para o seu caso.6 Alguns cuidados devem ser tomados:6

  • Baseie sua dieta em comidas variadas, montando um prato colorido para garantir que você está comendo diferentes tipos de nutrientes.
  • Evite comidas processadas ou cheias de sódio.
  • Procure sempre se hidratar – o ideal é tomar oito copos de água por dia.
  • Evite bebidas cafeinadas e cheias de açúcar.

Combatendo a fadiga causada pela anemia aplásica

A fadiga é um grande problema enfrentado por quem lida com a anemia aplásica.2,5 É uma sensação de exaustão física, emocional e cognitiva que não é causada por atividades específicas, e que interfere com a habilidade de viver normalmente.5 Mas há maneiras de reduzir essa fadiga e melhorar a qualidade de vida como:5

  • Ser proativo e pedir ajuda ao seu médico.
  • Conservar sua energia e priorizar/organizar suas tarefas diárias.
  • Descansar e tirar folgas quando necessário.
  • Evitar bebidas alcóolicas e refeições pesadas.
  • Fazer exercício físico moderado regularmente.

É importante que você não ache que é só um efeito colateral normal da anemia aplásica e peça ajuda médica!5

Grupos de apoio para lidar com a anemia aplásica

É sempre bom poder contar com apoio emocional durante o tratamento de doenças graves como a anemia aplásica.1,2 Seja de um grupo de apoio, de um psicólogo, ou de sua própria família, não deixe de ir atrás de ajuda.

A decisão de levar uma vida ativa e satisfatória só pode vir de você. Mesmo com as limitações trazidas pela anemia aplásica, viver com qualidade não é nada impossível, basta tomar certos cuidados e pedir ajuda quando precisar!


Referências

1. NHLBI. Aplastic Anemia. Disponível em : https://www.nhlbi.nih.gov/health-topics/aplastic-anemia#Treatment Acesso em junho de 2018.
2. AAMDS. Caring for Yourself – Aplastic Anemia and MDS International Foundation. Disponível em : http://www.aamds.org/treatments/self-care Acesso em junho de 2018.
3. Mayo Clinic. Aplastic Anemia – Diagnosis and treatment. Disponível em: https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/aplastic-anemia/diagnosis-treatment/drc-20355020 Acesso em junho de 2018.
4. AAMDS. Caring for Yourself – Aplastic Anemia and MDS International Foundation: Exercise. Disponível em: http://www.aamds.org/treatments/self-care/six-areas/exercise Acesso em junho de 2018.
5. AAMDS. Caring for Yourself – Aplastic Anemia and MDS International Foundation: Fatigue. Disponível em: http://www.aamds.org/treatments/self-care/six-areas/fatigue Acesso em junho de 2018.
6. 6. AAMDS. Caring for Yourself – Aplastic Anemia and MDS International Foundation: Nutrition. Disponível em: http://www.aamds.org/treatments/self-care/six-areas/nutrition Acesso em junho de 2018.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *