Diagnóstico da urticária crônica espontânea

12/11/2014

Diagnóstico da urticária crônica espontânea

Em geral, o diagnóstico da urticária é clínico, com análise das regiões afetadas pelas urticas, além da história clínica do paciente em relação ao aparecimento dos vergões, sua alimentação e rotina.1

Como a urticária aguda desaparece em pouco tempo, identificando-se os possíveis gatilhos – como uso de medicamentos ou alimentação – recomenda-se ao paciente que evite a exposição a tais agentes. Em determinados casos, o médico especialista pode solicitar exames de sangue e cutâneos para confirmar os fatores que desencadeiam a urticária aguda.1

Já o diagnóstico da urticária crônica espontânea é um pouco mais complexo, uma vez que antes disso, é necessário descartar as possíveis causas de urticária física. Exames de autoimunidade podem ser solicitados e complementam a investigação clínica. Em paralelo, o médico tenta identificar alguma infecção silenciosa que pode ser originadora da inflamação cutânea.1 Veja o passo a passo do diagnóstico da urticária crônica espontânea:

1. Ao chegar no consultório, o médico faz o levantamento da história do paciente:1

  • tempo de inicio da doença;
  • frequência e duração das lesões;
  • se mais alguém da família apresenta sintomas;
  • se as lesões ocorrem ao mesmo tempo com alergias, infecções ou picadas de insetos;
  • se as lesões são provocadas por temperatura (calor ou frio) ou algum tipo específico de alimento ou medicação.

2. O segundo passo do diagnóstico é o exame físico completo incluindo a palpação de gânglios, fígado, baço. Nesse momento, baseado na história do paciente, o médico poderá fazer um teste na pele para ter certeza de que a urticária não está sendo induzida por algum agente específico ou por estímulos físicos (como frio, calor, pressão, vibração, luz solar, água, exercício), excluindo assim o diagnóstico da urticária crônica induzida.1

3. Alguns exames adicionais podem ser solicitados para descartar diagnósticos diferenciais devido a outras doenças como: infecções e infestações intestinais, que possam estar causando a urticária.1


Referência

1. Criado RFJ et al. Urticárias. Rev. bras. alerg. imunopatol. 2005 Nov/Dez; 28(6).

Veja mais em: Diagnóstico

saiu na mídia

Notícias Relacionadas

Ver Mais +
Ver Mais +

Conteúdo

Relacionados|Mais lidos

saiu na mídia

Conteúdos Relacionados