5 mitos sobre a psoríase desvendados!


5 mitos sobre a psoríase desvendados!

Psoríase é mesmo contagiosa? Confira esse e outros mitos sobre a doença de pele

Atualmente há muita informação disponível sobre a psoríase por aí, especialmente na internet, mas vale a pena ficar bem de olho, pois nem tudo o que está disponível é verdade! Então, para te ajudar a entender de uma vez por todas o que é (e o que não é) psoríase, desvendamos aqui alguns mitos! Confira!

Mito 1: “A psoríase é contagiosa.”

Mentira! A psoríase é uma doença autoimune.1 Já sabemos que a psoríase é causada por uma combinação de fatores genéticos e ambientais,1-2 e que nenhum deles pode ser transmitido através do contato entre pessoas (nem mesmo se tocarmos as lesões da pele). Infelizmente, esse mito gera muito preconceito, constrangimento, impactando na qualidade de vida e no bem-estar dos pacientes3 – que já têm que lidar com as lesões da pele. Não caia nesta cilada, ajude a educar outras pessoas: a PSORÍASE NÃO É CONTAGIOSA!

Mito 2: “A psoríase pode ser causada pela má higiene.”

Isso não poderia estar mais errado! A psoríase não tem nada a ver com higiene e tudo a ver com questões genéticas (já que a doença é causada por uma combinação de genes que tornam algumas pessoas mais suscetíveis ao desenvolvimento da doença), somadas a gatilhos ambientais como infecções, estresse ou exposição a um agente específico.1-2 Isso faz com que o sistema imunológico envie sinais que aceleram o crescimento desordenado das células da pele. Ao invés de descamarem e se soltarem como células normais, estas se acumulam para formar essas placas na pele, características da psoríase.2

Mito 3: “Psoríase é fácil de diagnosticar.”

Nem sempre. Primeiro porque a psoríase não é a única razão para a descamação da pele (que também pode ser um sinal ou sintoma de eczema ou dermatite seborreica, por exemplo).4 A psoríase é caracterizada por prurido, placas escamosas prateadas, que ficam acima da pele vermelha inflamada, e que podem rachar e até sangrar.5 Vale considerar também que a psoríase difere de pessoa para pessoa, razão pela qual é tão importante procurar um dermatologista. Às vezes, somente a análise de uma amostra de pele pode confirmar o diagnóstico da psoríase.4

Mito 4: “Psoríase é doença simples da pele.”

Não é verdade. A psoríase é uma doença autoimune crônica que pode causar inflamação em todo o corpo.6 Além disso, já se sabe que a psoríase está relacionada a um maior risco de obesidade7, diabetes8, pressão alta9, colesterol alto10, ataque cardíaco e acidente vascular cerebral, por exemplo.11 Os sintomas da psoríase também não se limitam à pele. Cerca de 30% das pessoas com psoríase também têm suas articulações afetadas – uma condição dolorosa e incapacitante conhecida como artrite psoriásica.12

Além disso, a psoríase costuma afetar a qualidade de vida dos pacientes, com impactos funcionais e psicossociais, que vão muito além do que um simples problema de pele.3 Pacientes que têm sinais e sintomas moderados da doença relatam que a psoríase impacta em suas atividades diárias e bem-estar.3

Portanto, se alguém tentar classificar sua psoríase como “uma doença simples que só atinge a pele”, não se esqueça de educá-lo com fatos sobre o que a psoríase realmente é!

Mito 5: “As lesões da psoríase são passageiras e somem sozinhas.”

Infelizmente não. Alguns sinais e sintomas da psoríase podem até desaparecer, mas como a doença é crônica, os sintomas podem retornar ao longo da vida.13 Vale reforçar que cerca de um terço das pessoas com psoríase em placas são diagnosticados com as formas moderada a grave, mais severas e complexas de tratar, e que trazem um impacto ainda maior na qualidade de vida dos pacientes.14 No entanto, a psoríase não precisa ser uma sentença de prisão perpétua. Hoje, o objetivo do tratamento é alcançar pele sem lesão ou quase sem lesão.15 Para isso, quem tem psoríase precisa procurar um dermatologista especialista, capaz de aconselhá-lo sobre a melhor maneira de gerenciar a psoríase!


Fonte: Site Skin to Live In. Disponível em http://www.skintolivein.com/psoriasis/article/five-myths-about-psoriasis-debunked/. Último acesso em dezembro de 2016.

Referências

1. WebMD. Is Psoriasis Contagious? Disponível em: http://www.webmd.com/skin-problems-and-treatments/psoriasis/is-psoriasis-contagious#1. Último acesso em janeiro de 2017.
2. Mayo Clinic. Causes. Disponível em: http://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/psoriasis/basics/causes/con-20030838. Último acesso em dezembro de 2016.
3. Stern RS et al. Psoriasis Is Common, Carries a Substantial Burden Even When Not Extensive, and Is Associated with Widespread Treatment Dissatisfaction. J Investig Dermatol Symp Proc 2004; 9(2):136-9.
4. Mayo Clinic. Psoriasis – Tests and diagnosis. Disponível em: http://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/psoriasis/basics/tests-diagnosis/con-20030838. Último acesso em dezembro de 2016.
5. Mayo Clinic. Psoriasis – Symptoms. Disponível em: http://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/psoriasis/basics/symptoms/con-20030838. Acesso em dezembro de 2016.
6. Victoria Colliver. Psoriasis – not just a skin disease. SFGate. Disponível em: http://www.sfgate.com/health/article/Psoriasis-not-just-a-skin-disease-4196559.php. Acesso em dezembro de 2016.
7. Armstrong AW, Harskamp CT, Armstrong EJ. The association between psoriasis and obesity: a systematic review and meta-analysis of observational studies. Nutr Diabetes. 2012 Dec3;2:e54.
8. Cohen AD, Dreiher J, Shapiro Y et al. Psoriasis and diabetes: a population-based cross-sectional study. J Eur Acad Dermatol Venereol. 2008 May;22(5):585-9.
9. Takeshita J, Wang S, Shin DB et al. Effect of psoriasis severity on hypertension control: a population-based study in the United Kingdom. JAMA Dermatol. 2015 Feb;151(2):161-9.
10. American Academy of Dermatology. Dermatologists urge psoriasis patients to be aware of potential link to other serious diseases. Disponível em: https://www.aad.org/stories-and-news/news-releases/dermatologists-urge-psoriasis-patients-to-be-aware-of-potential-link-to-other-serious-diseases. Último acesso em dezembro de 2016.
11. National Psoriasis Foundation. About Psoriatic Arthritis. Disponívem em: https://www.psoriasis.org/about-psoriatic-arthritis. Último acesso em dezembro de 2016.
12. Medline Plus. Psoriasis. Disponível em: https://www.nlm.nih.gov/medlineplus/ency/article/000434.htm. Último acesso em dezembro de 2016.
13. MedScape. Psoriasis: Why Does it Come With a Greater Risk of Heart Attack and Stroke? Disponível em: http://www.medscape.com/viewarticle/772802. Último acesso em dezembro de 2016.
14. Salgo R & Thaçi D. Treatment of moderate-to-severe plaque psoriasis. G Ital Dermatol Venereol. 2009 Dec;144(6):701-11.
15. EMEA – CHMP. Guideline on Clinical Investigation of Medicinal Products Indicated for the Treatment of Psoriasis. Disponível em http://www.ema.europa.eu/docs/en_GB/document_library/Scientific_guideline/2009/09/WC500003329.pdf. Acesso em abril de 2016.

Veja mais em: Viva sua pele

saiu na mídia

Notícias Relacionadas

Conteúdo

Relacionados|Mais lidos

saiu na mídia

Conteúdos Relacionados