Onde buscar ajuda para LMC: crie sua rede de suporte

Onde buscar ajuda para LMC: crie sua rede de suporte

06/02/2017

Pessoas diagnosticadas com leucemia mieloide crônica (LMC) devem ser atendidas em hospitais habilitados em oncologia com serviço de hematologia ou hospitais habilitados exclusivamente em hematologia, com aporte tecnológico suficiente para diagnosticar, tratar e realizar o seu monitoramento laboratorial.1

Além disso, diversas organizações oferecem apoio ao pacientes e seus familiares. Isso engloba desde ajuda para lidar com as questões emocionais envolvidas com o diagnóstico e tratamento da doença, troca de experiências, disponibilidade de informação de qualidade sobre a LMC e serviços diversos.

Lembre-se: a LMC é uma doença crônica, porém através do tratamento contínuo, da realização periódica do exame de PCR e da adesão ao tratamento, a doença é facilmente controlada podendo chegar em sua remissão.2-4

Confira a seguir algumas instituições onde você pode buscar suporte para combater a leucemia mieloide crônica.

  • Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (ABRALE) – http://www.abrale.org.br– PAP 0800-773-9973
  • Grupo de Apoio ao Paciente Onco-Hematológico do Estado do Ceará (GAPO) – www.gapo.com.br Fone: (85) 3223-2624

Informação de caráter público
Para sugerir a inclusão de uma associação de pacientes ou centro de referência relacionado à LMC, por favor, entre em contato com o Serviço de Informação ao Cliente (SIC) da Novartis, no telefone 0800 888 3003 ou e-mail sic.novartis@novartis.com.


Referências
1. Brasil. Ministério da Saúde. Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas da Leucemia Mieloide Crônica do Adulto. Disponivel em http://conitec.gov.br/images/Protocolos/livro-pcdt-oncologia-2014.pdf. Acesso em dezembro de 2016.
2. Current Medical Research & Opinion. Association between molecular monitoring and long-term outcomes in chronic myelogenous leukemia patients treated with first line imatinib. Disponível em https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23738923. Acesso em dezembro de 2016.
3. Annals of Hematology. A review of the European LeukemiaNet recommendations for the management of CML. Disponível em https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25814080. Acesso em janeiro de 2017.
4. Journal of Clinical Oncology. Adherence is the critical factor for achieving molecular responses in patients with chronic myeloid leukemia who achieve complete cytogenetic responses on imatinib. Disponível em https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20385986. Acesso em dezembro de 2016.