Um passo para o diabetes

Um passo para o diabetes

Você sabia que, antes de desenvolver o diabetes tipo 2, o paciente entra na chamada pré-diabetes? Isso mesmo! A fase é detectada quando o exame de sangue aponta glicemia em jejum entre 100 a 125 mg/dL.1 Além disso, alguns sintomas são típicos de pré-diabéticos, como aumento da sede, micção frequente, fadiga e visão embaçada.2

É hora de procurar o médico

Mesmo com esses indicativos, é possível que o paciente não sinta nada e esteja com a pré-diabetes. O ideal é ficar de olho se você faz parte de algum grupo de risco, que são as pessoas que:

* Estão acima do peso, com um índice de massa corporal acima de 25.
* Não praticam nenhuma atividade física.
* Têm 45 anos ou mais.
* Possuem histórico familiar de diabetes tipo 2.
* Desenvolveram diabetes gestacional ou deram à luz a um bebê que pesava mais de 4kg.
* Têm síndrome do ovário policístico – uma condição caracterizada por períodos menstruais irregulares, excesso de pelos e obesidade.
* Apresentam pressão arterial elevada.3

Reverta a pré-diabetes

Sim! Isso é possível. Ser diagnosticado com pré-diabetes não é a sentença final de que desenvolverá a doença. Com alguns cuidados, como emagrecer, praticar de atividades físicas e usar medicamentos, o nível de glicose pode baixar e a sombra do diabetes tipo 2 desaparecer, de uma vez por todas.

Para quem está acima do peso, ou seja, com o IMC maior que 25, o ideal é perder de 5% a 10% do seu peso corporal. E, para isso, a alimentação saudável, juntamente com exercícios físicos, contribuem bastante para que o emagrecimento seja realizado de forma saudável.4

Já o uso de remédios é indicado na prevenção do diabetes tipo 2, no caso do paciente não conseguir seguir as mudanças na rotina. De acordo com a MD Saúde, os medicamentos são prescritos, geralmente, para pessoas com menos de 60 anos, IMC acima de 35 ou mulheres que tiveram diabetes gestacional.5 Mas o melhor, sempre, é a mudança nos hábitos. Afinal de contas, segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), manter um cardápio saudável e praticar atividades físicas é capaz de diminuir o risco de desenvolvimento do diabetes tipo 2 em cerca de 30% a 40%. Agora, quando envolve o uso de medicamentos, como o metformina, por exemplo, a redução fica apenas em 20%.

Então, se você foi detectado com pré-diabetes ou conhece alguém que está nessa fase, é bom seguir todas as orientações do médico. Dessa forma, as chances de desenvolver a doença serão mínimas.

 

REFERÊNCIAS


1. Site da Sociedade Brasileira de Diabetes. Disponível em http://www.diabetes.org.br/colunistas/122-dr-mateus-dornelles-severo/996-perguntas-e-respostas-sobre-pre-diabetes. Última visualização em 12 de maio de 2016.

2. Site da Mayo Clinic. Disponível em http://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/prediabetes/basics/symptoms/con-20024420. Última visualização em 12 de maio de 2016.

3. Site da Mayo Clinic. Disponível em http://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/prediabetes/basics/symptoms/con-20024420. Última visualização em 12 de maio de 2016.

4. Site da Web Md. Disponível em http://www.webmd.com/diabetes/tc/prediabetes-treatment-overview. Última visualização de 12 de maio de 2016,

5. Site do MD Saúde. Disponível em http://www.mdsaude.com/2015/02/pre-diabetes.html. Última visualização em 12 de maio de 2016.

Veja mais em: Diagnóstico e tratamento

saiu na mídia

Notícias Relacionadas

Ver Mais +
Ver Mais +

Conteúdo

Relacionados|Mais lidos

saiu na mídia

Conteúdos Relacionados