Recebi o diagnóstico de diabetes tipo 2, e agora?

Recebi o diagnóstico de diabetes tipo 2, e agora?

Não é fácil receber o diagnóstico de diabetes, em nenhuma fase da vida. Mas entender com profundidade a doença é um passo importantíssimo para aceitar o diagnóstico e começar a implementar melhorias no seu estilo de vida, na busca pelo controle glicêmico adequado.

Como o diabetes tipo 2 é uma doença crônica e ainda sem cura1, a partir do momento do diagnóstico o paciente precisa levar uma rotina diferente para poder viver com saúde.

Os momentos em que os índices glicêmicos estão mais elevados (hiperglicemia) ou abaixo do saudável (hipoglicemia) são os que causam os maiores desafios para os pacientes. De um jeito ou de outro, eles são privados de suas atividades normais por conta do mal-estar e do aumento do risco de complicações em curto prazo. Entretanto, ao longo de anos e décadas com a doença, os riscos de complicações podem ser ainda mais amplos, caso o controle glicêmico diário não tenha sido adotado como um objetivo principal na vida do paciente. Entre os riscos estão amputações, perda da visão e disfunção erétil, entre muitos outros.2

Mas há quem diga também que o diagnóstico do diabetes tipo 2 é uma lição de vida. Uma chance de repensar sobre a saúde e as escolhas, passando a fazer escolhas mais saudáveis e ter foco no que realmente importa.

Se você ou alguém que você ama acaba de ser diagnosticado com diabetes tipo 2, aqui estão algumas dicas importantes para conhecer a doença e poder agir contra ela!

1. Tenha uma relação de confiança com o seu médico. Não importa qual seja o seu maior medo ou desafio no combate ao diabetes tipo 2, você precisa ter a coragem e a liberdade de conversar sobre isso com o seu médico, para que ele possa te ajudar. Além disso, ao longo de anos de tratamento, é preciso que você reporte a ele com honestidade sobre como está a sua alimentação, seus índices glicêmicos, se você conseguiu incluir as atividades físicas no seu dia a dia, a qualidade do seu sono, etc. O seu médico é um dos principais agentes para o sucesso do seu tratamento, assim como a sua dedicação e o cuidado da sua família!

2. Busque ajuda de uma associação de pacientes. Nada melhor do que receber informação confiável e conversar com outras pessoas que estão vivendo ou já passaram pelo mesmo que você está enfrentando. Existem associações que prestam apoio virtualmente, pela Internet, ou presencialmente em diferentes localidades do país. Encontre o que é melhor para você e busque o que é melhor para você.

3. Siga o tratamento à risca. Meça sua glicemia periodicamente, para saber se seus índices estão sob controle.3 Tenha uma alimentação balanceada de acordo com as recomendações do seu médico e do nutricionista, para manter as taxas glicêmicas dentro do esperado. Pratique exercícios de intensidade moderada (como caminhada), por no mínimo 30 minutos, cinco vezes por semana.4,5 Tenha adesão ao seu medicamento, seja disciplinado em relação ao horário da tomada da medicação e jamais fique um dia sem tomar o remédio.3


Referências

1. Joslin Diabetes Center. Will Diabetes Go Away? Disponível em: http://www.joslin.org/info/will_diabetes_go_away.html. Último acesso em: 6 de março de 2016.
2. American Diabetes Association. Disponível em http://www.diabetes.org/living-with-diabetes/complications/. Último acesso em: 6 de março de 2016.
3. Mayo Clinic. Type 2 Diabetes Treatment. Disponível em: http://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/type-2-diabetes/diagnosis-treatment/treatment/txc-20169988. Último acesso em: 5 de março de 2016.
4. Site da American Diabetes Association (ADA). Disponível em: http://www.diabetes.org/diabetes-basics/genetics-of-diabetes.html. Último acesso em: maio de 2015.
5. Site do National Institute of Diabetes and Digestive and Kidney Diseases (NIDDK), do National Institutes of Health (NIH). Disponível em: http://diabetes.niddk.nih.gov/dm/pubs/riskfortype2/index.aspx. Último acesso em: maio de 2015.

Veja mais em: Diagnóstico e tratamento

saiu na mídia

Notícias Relacionadas

Ver Mais +
Ver Mais +

Conteúdo

Relacionados|Mais lidos

saiu na mídia

Conteúdos Relacionados