Gordura abdominal e o diabetes tipo 2

Gordura abdominal e o diabetes tipo 2

No mundo, mais de 420 milhões de pessoas vivem com diabetes (tipo 1 e 2), de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).E o que mais assusta é que o número só tende a crescer, principalmente quando envolve o diabetes tipo 2. Isso porque essa doença, normalmente, costuma desenvolver-se em pessoas com um estilo de vida nada saudável. Ou seja, aquele grupo que alimenta-se de forma errada e não pratica nenhuma atividade física.

Geralmente, quem segue esse ritmo possui bastante concentração de gordura na barriga. É a chamada gordura abdominal. Ela é bastante perigosa, pois, provoca a resistência à insulina, hormônio que é responsável por utilizar a glicose como energia no nosso organismo. Quando acontece essa resistência, o corpo passa a não utilizar o açúcar de maneira correta, desequilibrando todo o sistema. O resultado é o desenvolvimento do diabetes tipo 2.2

Grupo de risco

Para saber se você se encontra dentro do perfil de pessoas que correm o perigo de serem diagnosticadas com a doença, o primeiro ponto é fazer uma medição da sua circunferência abdominal. É muito simples: basta pegar uma fita métrica e medir o entorno de sua barriga na altura do umbigo.

Para os homens, o sinal de alerta acontece se a medida for acima de 102 cm. Já para as mulheres, o indicativo é maior que 88 cm.3 Se você estiver com os números acima do indicado o melhor é repensar todo o seu estilo de vida.

O que fazer

O primeiro passo é buscar a ajuda de um médico. Ele fará todos os exames para saber se você não está com o pré-diabetes. Depois disso, o profissional irá lhe indicar as mudanças no cardápio e também recomendar os melhores exercícios físicos.

Mas, saiba de antemão que trocar os alimentos ricos em carboidratos simples, como pães e massas feitos com farinha de trigo branca, doces e gorduras é o principal ponto. Substitua-os por carboidratos complexos (feitos com farinha integral), frutas (no máximo 3 vezes ao dia) e outros alimentos mais saudáveis.

Já as atividades físicas, todas são sempre bem-vindas. Seja aeróbico ou de força (musculação). O importante é estar sempre em movimento, com o corpo queimando todas as calorias necessárias para que a circunferência abdominal e, consequentemente, a gordura, sejam eliminadas.

Então, fique alerta! Se você está acima do peso e com excesso de gordura na barriga, o melhor é procurar um médico para seguir todas as orientações corretas. Dessa forma, as chances do diabetes tipo 2 aparecer serão mínimas.

 


REFERÊNCIAS

1. Site da OMS. Disponível em: https://nacoesunidas.org/numero-de-pessoas-com-diabetes-quase-quadruplica-no-mundo-em-34-anos-alerta-oms/. Última visualização em: 16 de maio de 2016.
2. Site Diabete Net. Disponível em http://www.diabetenet.com.br/conteudocompleto.asp?idconteudo=3328 . Última visualização em: 16 de maio de 2016.
3. Site MD Saúde. Disponível em: http://www.mdsaude.com/2012/06/diabetes-tipo-2-causas.html. Última visualização em: 16 de maio de 2016.

Veja mais em: Diabetes

saiu na mídia

Notícias Relacionadas

Ver Mais +
Ver Mais +

Conteúdo

Relacionados|Mais lidos

saiu na mídia

Conteúdos Relacionados