Como está a sua pressão arterial?

Como está a sua pressão arterial?

Essa pergunta deve ser feita para todo mundo, afinal de contas, o aumento nos níveis de pressão arterial pode levar a aterosclerose, que é o estreitamento das artérias.

Como consequência, quem sofre com esse problema pode chegar a desenvolver a hipertensão arterial, que não tratada, pode levar a danos ainda piores, como o AVC (Acidente Vascular Cerebral), insuficiência cardíaca, ataque cardíaco e insuficiência renal.1

Maior atenção aos diabéticos

Isso mesmo! Quem sofre com diabetes (seja tipo 1 ou 2) deve ficar ainda mais atento, porque a hipertensão é bastante comum em quem tem a doença. No caso do tipo 2, a alteração na pressão arterial está ligada a obesidade, alto teor de gordura na alimentação, dieta rica em sódio e sedentarismo.2

Sem esquecer que diabéticos apresentam maiores chances de serem diagnosticados com problemas renais (dificuldade na eliminação de substâncias, como sal e água por meio da urina).3

E quando aumenta-se a quantidade desses dois elementos no sangue, os riscos da hipertensão são ainda maiores. Além disso, a maior oxidação dos vasos sanguíneos, que ocorre geralmente por conta da grande circulação de açúcar no sangue, pode ser o início do entupimento das artérias com gorduras.3

A consequência, como bem sabe, é o aumento da pressão arterial e, em seguida, o infarto e o AVC. Por esse motivo, é preciso ficar bastante atento para evitar que a hipertensão seja mais um problema na vida do diabético.3

Nível da pressão arterial

Normalmente, é considerada pressão sanguínea saudável quando os valores estão abaixo de 120/80 mmHg. Já o sinal amarelo se acende para níveis entre 120/80 e 140/90 mmHg. É considerada pressão arterial elevada quando atinge-se 140/90 mmHg ou superior.4

Para quem tem diabetes, a pressão arterial deve ser inferior a 130/80 mmHg.1 Para entender melhor o que são esses valores, o primeiro número indica a “pressão sistólica”, ou seja, a velocidade na qual o sangue é bombeado pelo coração.4

O segundo número é a “pressão diastólica” ou a pressão nas artérias quando o coração descansa entre batidas, enchendo-se de sangue para a próxima contração.4

Doença silenciosa

Esse é o grande problema da hipertensão. Normalmente, ela não possui muitos sintomas. Por esse motivo é tão importante sempre medir a pressão (em casa ou no consultório médico). E, caso você seja detectado com alteração no nível da pressão sanguínea, aqui estão algumas dicas para controlar esses valores.

  • Converse com o seu médico para encontrar o melhor tratamento para você;
  • Invista na ingestão de alimentos, como grãos inteiros, pães e cereais;
  • Na hora de temperar os alimentos, substitua o sal por ervas e outras especiarias;
  • Verifique os rótulos dos alimentos e escolha alimentos com menos de 400 mg de sódio por porção;
  • Veja com seu médico a melhor maneira para eliminar calorias, caso este seja o problema da sua pressão alta;
  • Muito cuidado com o consumo de álcool e consulte o seu médico para saber se é seguro ou não ingerir bebidas alcoólicas;
  • Se você fuma, está mais do que na hora de parar com esse vício;
  • Pergunte ao seu médico sobre medicamentos para ajudar a reduzir a pressão arterial elevada;4

E o mais importante é sempre consultar o seu médico para fazer todos os exames cabíveis. Afinal de contas, qualquer alteração detectada no início é muito mais fácil de ser controlada. E você: já consultou seu médico esse ano?


REFERÊNCIAS

1. Site do WebMD. Disponível em: http://www.webmd.boots.com/diabetes/guide/diabetes-bp. Última visualização em 30 de maio de 2016.
2. Site Diabetes Care. Disponível em: http://care.diabetesjournals.org/content/26/suppl_1/s80. Última visualização em: 30 de maio de 2016.
3. Site Minha Vida. Disponível em: http://www.minhavida.com.br/saude/galerias/16558-diabetes-e-hipertensao-10-cuidados-para-quem-convive-com-as-duas-doencas. Última visualização em: 30 de maio de 2016.
4. Site da American Diabetes Association. Disponível em: http://www.diabetes.org/are-you-at-risk/lower-your-risk/bloodpressure.html. Última visualização em: 30 de maio de 2016.

 

 

Veja mais em: Diagnóstico e tratamento

saiu na mídia

Notícias Relacionadas

Ver Mais +
Ver Mais +

Conteúdo

Relacionados|Mais lidos

saiu na mídia

Conteúdos Relacionados

Ver Mais +
Ver Mais +