Aprenda a ler os rótulos das embalagens corretamente

Aprenda a ler os rótulos das embalagens corretamente

E aí que você vai até o supermercado, na expectativa de conseguir comprar o maior número possível de alimentos saudáveis. Ótima iniciativa. Mas, ao se deparar com os rótulos das embalagens fica tudo muito confuso. Calma! Você não é a única pessoa com esse tipo de dúvida.

Para acabar de uma vez por todas com qualquer problema na hora de ler os rótulos, apresentamos um passo a passo de como você deve interpretar as embalagens. Confira.

O que é obrigatório

Todo rótulo de alimentos deve ter: prazo de validade (nesse caso, se a duração do produto for menor que três meses, deve conter o dia e mês. Mas, se for acima de três meses, basta o mês e ano), origem (nome do fabricante e local onde foi fabricado), denominação do produto (qual o tipo do alimento) e conteúdo líquido (quantidade total na embalagem).1

Informações nutricionais

Aprenda a ler os rótulos das embalagens

Sabe aquela tabelinha que, normalmente, fica no verso da embalagem? Então, ali deve conter: Porção: essa é a quantidade média indicada para cada indivíduo sadio;1
Medida caseira: para facilitar a vida do consumidor, as empresas deve colocar quanto representa em unidades a porção indicada; 1
Itens de declaração obrigatória: valor energético, carboidratos, proteínas, gorduras totais, gorduras saturadas, gordura trans, fibras alimentares, sódio e cálcio; 1
Lista de ingredientes: é colocado todos os ingredientes utilizados para preparar aquele determinado alimento em ordem decrescente, ou seja, do usado em maiores quantidades, para aqueles com menos quantidades; 1
%VD: Percentual de Valores Diários é o número que mostra quanto o alimento apresenta de energia e nutrientes em relação a uma dieta de 200 kcal; 1

Significados dos itens obrigatórios

Agora vamos mais a fundo. Listamos a definição de cada um dos itens obrigatórios. Veja só!

VALOR ENERGÉTICO

É a quantidade calórica que a porção indicada possui. De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes, alimentos com baixo valor calórico são aqueles com menos de 400 kcal por 100 g. 1

CARBOIDRATOS

São os nutrientes que têm como função levar energia para o organismo. Para os diabéticos (e pessoas saudáveis, também), o ideal é consumir a versão integral. 1

PROTEÍNAS

Também essenciais para o nosso corpo, as proteínas ajudam na construção e manutenção de tecidos, células, órgãos e músculos. 1

GORDURAS TOTAIS

É a soma de todas as gorduras existentes no alimento. Quanto ao nutriente, ele também fornecem energia para o corpo, além de ajudar na absorção de determinadas vitaminas, como A, D, E e K. 1

GORDURAS SATURADAS

São encontradas em alimentos de origem animal e deve ser consumida com moderação. Isso porque o excesso pode desenvolver o risco de doenças cardiovasculares. 1

GORDURA TRANS

Geralmente, esse tipo de elemento surge em preparações com gordura vegetal hidrogenada. O seu consumo também deve ser bastante reduzido (de preferência, não ingeri-lo), já que o nosso corpo não necessita dessa gordura. 1

FIBRAS ALIMENTARES

Nutriente superimportante para o nosso organismo, pois auxilia no melhor funcionamento do intestino. 1

SÓDIO

Encontrado no sal de cozinha e nos alimentos industrializados, como salgadinhos, embutidos e outros, devem ser consumidos com moderação, já que o seu consumo de forma exagerada pode aumentar a pressão arterial. 1

 

Pronto! Agora você já sabe como traduzir tudo o que aparece no rótulo e comprar, sem medo, os alimentos mais saudáveis.

 


REFERÊNCIA

1. Site da Sociedade Brasileira de Diabetes. Disponível em http://www.diabetes.org.br/home-nutricao/101-rotulos-nutricionais-nutricao/675-como-decifrar-as-informacoes-dos-rotulos-de-alimentos. Última visualização em 20 de junho de 2016.

Veja mais em: Qualidade de vida

saiu na mídia

Notícias Relacionadas

Ver Mais +
Ver Mais +

Conteúdo

Relacionados|Mais lidos

saiu na mídia

Conteúdos Relacionados