Escolha do tratamento para câncer de mama avançado

Escolha do tratamento para câncer de mama avançado

25/01/2017

Atualmente, não há cura para câncer de mama avançado ou metastático. No entanto, as pesquisas sobre o câncer avançam a cada ano e novos medicamentos e tratamentos vem sendo desenvolvidos.1,2

O tratamento tem como objetivos controlar a doença, reduzir os sintomas e aliviar ou diminuir os desconfortos dos efeitos colaterais da terapia.2,3 Existem diferentes tipos de tratamento para o câncer de mama avançado. Algumas pessoas podem receber uma combinação de terapias, enquanto outras podem receber apenas uma terapia de cada vez. Sendo assim, o tratamento deve ser individualizado de acordo as necessidades de cada paciente, então a escolha do tratamento mais adequado dependerá de alguns fatores como:1-3

  • Onde o câncer de mama secundário está no corpo (local da metástase);
  • Qual a gravidade do câncer de mama avançado (quantos locais foram atingidos e qual o tamanho do tumor);
  • Quais sintomas a paciente apresenta;
  • Quais tratamentos já foram realizados;
  • Como está a saúde geral da paciente.
  • Quais as características das células cancerígenas (expressão de receptores hormonais ou da proteína HER2). Saiba mais!

Exames que auxiliam o médico a escolher o tratamento

Além da classificação em estágios, os cânceres de mama podem ser caracterizados quanto às alterações moleculares, como a presença de receptores hormonais e a expressão aumentada de uma proteína chamada HER2.

Receptores hormonais

Comumente, os hormônios estrógeno e progesterona exercem sua ação no tecido mamário ao ligar-se com moléculas situadas no núcleo das células, chamados receptores. A ligação destes hormônios a esses receptores promove a multiplicação celular nas glândulas mamárias, para promover tanto o desenvolvimento das características femininas, quanto auxiliar na fase reprodutiva.4

No câncer de mama, tanto as células mamárias anormais quanto o tumor podem apresentar expressão de apenas um dos receptores hormonais (estrogênio ou progesterona), ambos, ou nenhum. Quando há expressão destes receptores, o câncer de mama é chamado de positivo para os receptores hormonais. No caso de positividade, os hormônios (progesterona e/ou estrogênio) acabam atuando como um fator de crescimento e progressão para as células anormais mamárias.1,5

HER2

A HER2 (também conhecida como receptor de fator de crescimento epidérmico tipo 2) é uma proteína envolvida no crescimento celular normal. Esta proteína também pode ser encontrada em células do câncer de mama ou de ovário e está presente em cerca de 20% dos tumores da mama.6 Quando a expressão desta proteína está aumentada nestas células do tumor, o câncer de mama é chamado de positivo para HER2.1,5

Quando a caracterização das células do tumor dá negativa para os receptores de estrogênio e progesterona, e também para a proteína HER2, o câncer de mama é chamado de “triplo negativo”. Isto significa que este tipo de câncer de mama não depende de hormônios ou da proteína HER2 para crescer.1,5

A boa notícia é que quando há positividade para a presença dos receptores hormonais e/ou da proteína HER2 no câncer de mama, a paciente pode se beneficiar tanto de tratamentos hormonais quanto de terapias-alvo, mais modernas, que podem inclusive adiar o início da quimioterapia e oferecer mais qualidade de vida.1,7 Saiba mais!


Referências
1. Advanced Breast Cancer Community. Understanding abc. Disponível em http://www.advancedbreastcancercommunity.org/understanding-abc?accordion=ooccoc. Acesso em novembro de 2016.
2. Instituto Oncoguia. Tratamento do câncer de mama avançado. Disponível em http://www.oncoguia.org.br/conteudo/tratamentos/6246/826/. Acesso em novembro de 2016.
3. Breast Cancer Care. Treatments for secondary breast care. Disponível em https://www.breastcancercare.org.uk/information-support/secondary-metastatic-breast-cancer/treatments-secondary-breast-cancer. Acesso em novembro de 2016.
4. A. C. Camargo Câncer Center. Entenda a relação dos hormônios com o desenvolvimento do câncer de mama. Disponível em http://www.accamargo.org.br/newsletter-atuacao/entenda-a-relacao-dos-hormonios-com-o-desenvolvimento-do-cancer-de-mama/355/. Acesso em novembro de 2016.
5. Instituto Oncoguia. Importância de saber se o câncer de mama avançado tem receptores hormonais ou HER2. Disponível em http://www.oncoguia.org.br/conteudo/status-hormonal-e-her2/6243/826/. Acesso em novembro de 2016.
6. NIH- National cancer Institute. NCI Dictionary of cancer terms. Disponível em https://www.cancer.gov/publications/dictionaries/cancer-terms?cdrid=44570. Acesso em novembro de 2016.
7. Instituto Oncoguia. Terapia hormonal para câncer de mama avançado. Disponível em http://www.oncoguia.org.br/conteudo/terapia-hormonal-para-cancer-de-mama-avancado/6248/811/. Acesso em janeiro de 2017.